A musa da Unidos do Peruche, Ju Isen, no carnaval 2016 do estado de São Paulo, foi retirada da avenida devido retirar parte de sua fantasia como um tipo de protesto contra a presidência do país. Após ser advertida pela escola, a agremiação fez com que ela se vestisse com um macacão cor de pele. Em imagens que foram ao ar pela Rede Globo, Ju Isen foi mostrada ao se desnudar do macacão na hora do desfile, ao jogar parte da fantasia no chão da avenida e deixar parte dos seios a mostra foi removida da avenida pelo presidente da escola de samba, Paulo Sérgio Ferreira, o Serginho.

Sidney de Moraes presidente do grêmio, conhecido como Ney, afirmou que a musa considerada no momento como uma protestante contra o governo Dilma já havia sido motivo de problemas durante ensaios técnicos e que certamente a escola ira processar ela por sua conduta.

Publicidade
Publicidade

Indignado ele afirma que jamais ela poderia ter desfilado nua. No esclarecimento o presidente afirmou que ela assinou contrato, porém com clausulas e termos importantes a ser cumpridos, com a falta de senso ela acaba sujando a imagem do #Carnaval paulista.

Depois de ser retirada no desfile, Isen afirmou que foi vítima de agressões por participantes da escola. Disse que foi jogada no chão, disse ter sangramento nos pés. Ela revelou que tomou um tipo de pancada no pescoço, empurrões, chutes entre outros tipos de agressões. Relatou não saber se iria à policia, mas que certamente iria verificar com sua assessoria qual a melhor decisão a se tomar, pois não estaria disposta a ser agredida como foi e deixar os responsáveis impune. Após receber a informação de que será processada pela escola a musa questiona sobre o porquê será processada.

Publicidade

Ela afirma que agiu dentro dos parâmetros carnavalescos, pois nas palavras dela o evento cultural do país tem como base nudez e sensualidade. Afirmou que a roupa usada não era a que realmente iria usar, e disse que se realmente for processada ela também irá processar. Afirmou que ira atrás dos seus direitos nos tribunais, não deixará de usar a lei Maria da Penha a seu favor, e que tem provas concretas para isso. #Violência