A Rede Globo e a Liesa, a Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro, estão travando uma batalha desde o início do ano passado em relação a transmissão dos desfiles do grupo especial da cidade Maravilhosa. Desde o ano retrasado, a primeira agremiação não tem sua passagem pela Marquês de Sapucaí mostrada em tempo real. O desfile apenas é exibido depois que todas as demais escolas passam na Avenida. Já para 2016 a Globo tentou fazer isso com duas escolas, começando a exibição do #Carnaval na madrugada, depois de meia noite.

A revolta foi tão grande que as escolas ameaçaram tentar estudar uma rescisão do contrato e até devolver o dinheiro que a Globo dá para cada agremiação, entre R$ 1 e R$ 2 milhões.

Publicidade
Publicidade

Um presidente de uma grande escola de samba disse que o dinheiro não custeia 10% do desfile e que se a emissora não quiser mostrar, que não mostre, as agremiações procurariam novas opções. Essa incógnita permanecer até poucos meses antes deste Carnaval, quando o canal anunciou que só a primeira agremiação seria exibida no modo gravado. 

A estratégia da Globo é aumentar a média de audiência do Carnaval e com isso elevar também as cotas de patrocinadores. A última vez que a emissora deixou de exibir o Carnaval do Rio de Janeiro foi em 1984, quando a TV Manchete mostrou com exclusividade a primeira festa no sambódromo. Até então, as agremiações faziam seus desfiles no Centro da cidade. 

Outra coisa que a Globo vem estudando é exibir o Carnaval com o atraso de um minuto, dando assim chance de cortar falhas, gafes e outras coisas da transmissão ao vivo.

Publicidade

Segundo informações de bastidores, algumas escolas já conversam com outras emissoras, para tentar, pelo menos, fazer um pool de transmissão, como já aconteceu no passado, dando assim a possibilidade do folião acompanhar a sua agremiação favorita em tempo real. Record e SBT são as preferidas pelos presidentes do mundo do samba, mas se isso voltar a acontecer, a favorita para dividir a transmissão é a Band, que já faz acordos do tipo com a Globo.  #Rede Globo