Pode parecer piada mas não é, o vídeo já é um dos mais visualizados no Youtube e mostra o misto de indignação e comédia, que a situação gerou ao vivo para Marcelo Rezende, ao receber de um internauta, a foto de uma suposta "fã" pelada.

Rezende, que já é escolado na profissão de repórter policial, e já viu de tragédias a farsas em furos de reportagem, se vê num quadro tragicômico, inédito na TV brasileira.

Marcelo Rezende, 40 anos de profissão

Marcelo Luiz Rezende Fernandes é um dos apresentadores de #Televisão mais conhecidos hoje, pelo seu estilo diferenciado de narrar os fatos.

Com mais de 40 anos de profissão, ele começou sua carreira nos anos 70 como jornalista esportivo no Rio de Janeiro.

Publicidade
Publicidade

Marcelo Rezende também já foi colaborador da famosa Revista Placar de esportes.

Pra quem não se lembra, Rezende já esteve na Rede Globo, como apresentador do programa policial "Linha Direta", e também na #Rede Record, apresentando o programa Cidade Alerta, com uma rápida passagem pela Rede Bandeirantes (2009) e RedeTV (2002) no já extinto Repórter Cidadão.

Hoje no "Cidade Alerta"

Aos 65 anos, Marcelo Rezende é atualmente apresentador do programa policial "Cidade Alerta", levado ao ar pela Rede Record de TV, onde ele está desde 2010, programa ao vivo onde, além do estilo inconfundível de narração, introduziu o famoso chavão "corta pra mim".

E foi numa destas edições, mais precisamente no programa do dia 17 de fevereiro, que ele teve a surpresa: "Eeepaaa!!. Abri aqui uma de repente (imagem envidada pelo Instagram), eu vi 'um negócio' que eu quase desmaiei!! Era uma mulher nua!...Outra!"

Repreendendo em seguida a atitude do internauta atrevido, que teria enviado o "nude", dizendo:"[...] este "Instagram" [...] não é Instagram dessas coisas ai não, desse negócio de propostas de 'sapeca e ia-ia' não[...]".

Publicidade

"Mais cômico do que trágico", segundo comentou um internauta no vídeo do Youtube, confira nas imagens:

Destaques na profissão

Marcelo já cobriu "furos" importantes e de destaque na mídia, entre outras matérias, envolvendo tráfico de drogas e armas, corrupção no futebol, pirataria, etc, com destaque à entrevista que fez com o "serial killer" brasileiro, o "Maníaco do Parque", o motoboy Francisco de Assis Pereira para o Fantástico (Rede Globo), além de outras reportagens de grande repercussão, como a denúncia de abuso de autoridade por policiais na blitz da Favela Naval em Diadema, (Grande ABC), para o Jornal Nacional, (Rede Globo) nos aos 90.

Destaque também para sua astúcia no furo de reportagem, ao investigar a descoberta da farsa na matéria forjada pelo apresentador Gugu Liberato, na época do Domingo Legal, ainda no SBT, quando colocou no ar uma suposta entrevista com marginais do PCC, fazendo ameaças à varias pessoas da mídia e autoridades.