Seria trágico, se não fosse cômico. Arthur acaba de confessar que gosta de Eliza, mas não vai desistir de ficar com Carolina em Totalmente Demais. Assim, o bon viivant se atrapalha na hora H e corre o risco de perder sua morena para sempre. Veja todos os detalhes da gafe - quase - imperdoável do galã!

Tudo começa com Maurice insistindo que o filho está mesmo incuravelmente apaixonado. Depois que até o Jonatas jogou essa verdade na cara de Arthur, o agente começa a ficar assustado com seus sentimentos. Então, ele conversa com o pai e a conclusão do ex de Stelinha é taxativa: “Tá perdido. Paixão é uma doença incurável, você sabe”.

Publicidade
Publicidade

E é nesse momento que Arthur tem uma ideia. “Não, eu tenho um remédio pra enfrentar essa doença. Um remédio que sempre funciona!”.

E o remédio é Carolina. O agente segue para o apartamento da morena e consegue seduzi-la mais uma vez. “Não tem ruiva, nem loira, nem mulher alguma que chegue aos seus pés, Carolinda!", afirma o conquistador. Ele ainda apela para os anos de relacionamento dos dois e a jornalista acaba cedendo. “Você briga comigo só pra fazer as pazes. Então vamos ao que interessa”, comemora ele.

Nas próximas cenas, Arthur não falha na hora H (como aconteceu no último encontro dos dois). Carol elogia a performance do amado, destacando que ele conhece seus pontos fracos - o que torna ainda mais difícil resistir ao sedutor. “Cafajeste, mas apaixonado por esse seu cheiro, sua voz, sua pele, seu sorriso... Ah, Eliza...”, responde Arthur, cortando o clima instantaneamente.

Publicidade

Carolina dá um pulo da cama e diz não acreditar no que ouviu. Já Arthur nem percebe o ato falho e fica sem entender o que pode ter acontecido. “Você me chamou de Eliza, seu monstro!”, acusa ela. O bon vivant nega e começa a elogiar a parceira enquanto desvia dos objetos arremessados pela jornalista. Se Carol já queria vingança após o beijo técnico entre Arthur e Eliza, agora que a coisa fica feia de vez!

Por fim, o casal decide conversar e Carol desabafa que nunca tinha se sentido a outra, "a reserva", durante todo o relacionamento. Magoada, ela deixa claro que o amado queria estar com outra pessoa naquela noite. “Nada do que você disser agora vai mudar o jeito como você beijou a Eliza. Ou o jeito que você vem olhando para ela. E, especialmente, não muda o fato de você ter falado o nome daquela infeliz enquanto a gente tava se amando”, encerra a jornalista, expulsando o agente de seu apartamento. Que tenso! #Entretenimento #Novelas #Conectados