Desde a estreia do filme Os Dez Mandamentos nos cinemas, em 28 de janeiro de 2016, o número de espectadores não para de crescer. Dirigido por Alexandre Avancini e distribuído pela Paris Filmes, o longa já alcançou a marca de 7,3 milhões de ingressos vendidos no Brasil, ficando atrás somente dos filmes Tropa de Elite 2 (2010), de José Padilha - 11,2 milhões de espectadores - e Dona Flor e seus dois maridos (1976), de Bruno Barreto - 10,7 milhões. Este ano, também já é considerado o filme mais visto no Brasil e, até o final de 2016, estará presente em 16 países do globo. Entre eles, Portugal, Chile, Argentina, África do Sul e Venezuela. Para atingir a todos estes públicos, versões em espanhol e inglês estão sendo preparadas em Los Angeles, Estados Unidos.

Publicidade
Publicidade

Com 1h50 de duração, o filme traz ao público a história de Moises (Guilherme Winter), hebreu abandonado forçosamente pela mãe em um cesto no Rio Nilo para escapar da morte das mãos dos oficiais egípcios. Encontrado pela princesa Henutmire (Mel Lisboa), passa a ser tratado como filho e criado ao lado do príncipe, Ramsés (Sérgio Marone) a quem trata como irmão. Moisés cresce, descobre que é hebreu e faz de tudo para descobrir o paradeiro da família biológica. Chega então a casa dos pais, Joquebede (Denise Del Vecchio) e Anrão (Paulo Gorgulho) e dos irmãos Miriã (Larissa Maciel) e Arão (Petronio Gontijo). Após matar um oficial egípcio para defender um hebreu, foge e só depois de muitos anos, após ser chamado por Deus, retorna para libertar o povo hebreu da escravidão.

Para o espectador, a curiosidade em ter a versão cinematográfica tem ganhado cada vez mais força, seja por interesse em ver a edição feita para o #Cinema, seja por curiosidade em conhecer melhor a saga de Moisés e o povo rumo a terra prometida.

Publicidade

E, assim como na telinha, os efeitos especiais impulsionam os pontos altos do filme, principalmente quando acontece a passagem do Mar Vermelho. Esta cena, aliás, quando exibida na TV, chegou a elevar os índices de audiência da Record em 31 pontos, somente em São Paulo, deixando a emissora paulista líder no horário por vários momentos. #Novelas #Rede Record