Mais de 20 participantes de reality shows já cometeram suicídio nos últimos anos. Há pouco mais de uma semana, uma ex-participante do reality "The Bachelor" tentou suicídio e foi encontrada desacordada após uma overdose de medicamentos. Esta estatística tem deixando os brasileiros preocupados, afinal, são muitos os ex-participantes de reality por todo o Brasil, inclusive entre os #Famosos.

Alexa McAllister, de apenas 31 anos, se suicidou nos Estados Unidos e é mais um dos muitos casos que vem chamando a atenção do mundo inteiro. Afinal, por que estas pessoas estão cometendo suicídio?

No jogo de namoro, produzido pelo canal ABC, e também o "Kitchen Nightmares", que é exibido pela Fox, e até nos programas menos famosos, como é o caso de "Storage Wars", há casos de ex-participantes suicidas.

Publicidade
Publicidade

O "The Bachelor" já teve, em uma mesma edição, duas ex-participantes que se mataram, pois em 2013 a modelo Gia Allemand usou um cabo de aspirador de pó para se enforcar. Aqui no Brasil o alerta já foi ligado e estudiosos tentam descobrir o que estaria causando isto para tentarem impedir futuros casos por aqui.

Richard Levak, renomado psicólogo, especializado em realitys, chama a atenção para o fato de que estas atrações sempre atraem pessoas de menos estabilidade emocional e a produção geralmente faz questão de escolher aqueles que são mais vulneráveis, justamente para brigarem muito, armarem barracos e garantirem uma boa audiência.

Imagine que em um reality show, dois participantes têm um problema. Se eles sentarem para conversarem e chegarem a um acordo todo mundo muda de canal. Mas se começarem a discutirem, brigarem e outros participantes se envolverem no barraco, aí todo mundo vai comentar, o assunto vai parar nas redes sociais e a mídia de um modo geral irá fazer a cobertura do caso.

Publicidade

Os realitys sempre procuram manter um psicólogo à disposição dos acompanhantes, mas a pergunta que se faz é: o que isto muda?

O psicólogo resolve quando a pessoa dá início a um tratamento, a simples presença deste profissional nos bastidores do reality não ajuda em absolutamente nada.

Muitos ex-participantes já revelaram que a superexposição que é gerada por esta atração se torna irreversível para a saúde mental deles. O sucesso é repentino e muito grande, só que dura muito pouco e após algumas semanas ou dias a pessoa que era uma estrela se torna uma pessoa comum novamente.

Ninguém entra em um reality para ser mostrado ao público como sendo uma pessoa "barraqueira", uma bêbada, ou de baixo nível, só que isto acaba acontecendo e dá audiência e esta audiência dá dinheiro, muito dinheiro mesmo.

Aqui no Brasil já temos muitos ex-participantes de realitys. Será que é hora das emissoras começarem a se preocuparem mais com isto?

O BBB16, que é o reality do momento, estaria tomando todas as providências para ajudarem os participantes a lidarem com seus problemas emocionais? Principalmente depois de serem eliminados, já que eles saem de lá bastante abalados.

Publicidade

E o público? O que pensa disto? Deixe abaixo sua opinião, é muito importante para nós saber o que você pensa a respeito deste assunto! #Televisão #BBB Big Brother Brasil