Depois de mais de duas décadas da passagem de sua mãe, a princesa Diana, pela Índia, o primogênito de Lady Di, o príncipe herdeiro William, visitará o país, para conhecer o monumento Taj Mahal, ao lado de sua esposa, Kate. Em 1992, Lady Di foi fotografada em um banco dentro do complexo do palácio, sozinha e desamparada, já às vésperas de se divorciar do então príncipe Charles. O momento ganhou destaque em diversos veículos de comunicação, na época, evidenciando o momento de solidão, da princesa. 

Em 1996, Diana e Charles anunciaram o divórcio oficialmente, e a vida da princesa de Gales deu uma guinada radical. Porém, um ano depois, durante uma perseguição realizada por um grupo de paparazzis, o carro em que ela se encontrava com o namorado, o milionário Dodi Al-Fayed, bateu forte no túnel da Ponte de l'Alma, em Paris.

Publicidade
Publicidade

Ela não resistiu ao impacto e veio a falecer. Na época, cerca de dois bilhões de pessoas no mundo todo acompanharam o seu velório.

Depois do episódio, Charles chegou a viajar para a índia, antiga colônia dos britânicos, mas não visitou o Taj Mahal. Já o porta-voz de William e Kate afirma que o casal está muito empolgado com a viagem, de caráter oficial, de seis dias, a partir do dia 10 de abril, um domingo. "É claro que o duque de Cambridge está ciente da alta estima que sua mãe, a falecida Princesa de Gales, desfruta na Índia, e valoriza o caráter icônico das imagens existentes da princesa no Taj", assegurou o porta-voz.

Passados 24 anos da última visita da princesa Diana ao Taj Mahal, existe a expectativa de que o príncipe herdeiro seja muito bem recebido, e Williams tem ciência disso.

Publicidade

"Ele se sente incrivelmente sortudo por visitar um lugar onde a lembrança de sua mãe é mantida viva por tantas pessoas que viajam até lá", acrescentou o porta-voz da família, em comunicado divulgado nesta terça-feira, dia 29 de março.

O Taj Mahal é considerado pela UNESCO como patrimônio da humanidade e faz parte do grupo das Novas Sete Maravilhas do Mundo. A construção do monumento de mármore branco foi realizada por cerca de 20 mil homens, entre os anos de 1632 e 1653, por iniciativa do imperador persa Shah Jahan, e é considerada uma obra que representa o amor, com seus diversos jardins e afrescos.  #Entretenimento #Famosos #Comportamento