A revista norte-americana "People" nomeou oficialmente a atriz Jennifer Aniston, de 47 anos, como a mulher mais bonita do mundo de 2016. Muitas mulheres de #Hollywood, deslumbrantes por sinal, participaram da votação, mas apenas uma pessoa pode ser nomeada. Foi muito merecedor é?

Após a divulgação do resultado a musa reagiu graciosamente e de forma divertida com a notícia. “Eu pensei, 'Oh meu Deus!'. Isso é muito divertido. Estou me sentindo uma adolescente", disse à revista.

Durante a entrevista de divulgação do resultado a atriz falou sobre a vida pessoal e sobre a vida à dois com o marido, Justin Theroux. “Ele é tão interessante e tão interessado.

Publicidade
Publicidade

Ele é incrivelmente talentoso. Ele é um homem bom”, disse Anniston sobre o marido que conheceu em 2008 e casou em agosto de 2015.

Antes de ser casada com Justin a eterna Rachel, do seriado Friends, namorou os atores Vince Vaughn e Brad Pitt, e ainda teve um romance com o cantor John Mayer.

Por se considerar “gordinha” durante a adolescência, a atriz cuidou da alimentação desde cedo. A musa faz exercícios seis dias por semana e as vezes foge um pouco da dieta. “Eu não sou tão rigorosas como eu estava", ela admitiu. "Sempre foi uma espécie de relógio monitorado. Então eu pensei, 'Apenas se dê moderação'".

A atriz ainda falou sobre o processo de amadurecimento durante a entrevista. “É engraçado porque o passar dos anos é uma transição muito rápida. Precisamos nos cuidar e sermos conscientes do que comemos e como dormimos”, disse a revista.

Publicidade

Esta é a segunda vez que a revista “People” elege uma mulher mais madura como a mais bonita do mundo. Em 2015 a atriz Sandra Bullock, de 50 anos na época, foi eleita pela revista. A lista é precedida por Lupita Nyong'o, de 33 anos, Gwyneth Paltrow, com 43 anos, e Beyoncé, de 34 anos.

A revista iniciou as nomeações no ano de 1990 tendo como primeira capa Michelle Pfeiffer. Ela teve a honra novamente em 1999, e a única outra mulher a aparecer mais de uma vez é Julia Roberts, que fez a cobertura de quatro vezes diferentes, em 1991, 2000, 2005 e 2010.