Este domingo (17) ficará na história do Brasil devido à votação para o #Impeachment da presidente #Dilma Rousseff, mas também pelas opções feitas pelas emissoras de televisão, pois enquanto a Globo ficou todo o tempo voltada para a transmissão ao vivo da votação na Câmara dos Deputados, o SBT preferiu seguir com sua programação normal e garantir ótima audiência, sendo a emissora vencedora neste dia tão especial.

Quando Sílvio Santos avisou que sua emissora não iria transmitir a votação do impeachment e que os programas de diversão seriam mostrados normalmente, o apresentador foi bastante criticado, mas certo de sua decisão não voltou atrás e se deu bem.

Publicidade
Publicidade

O SBT não deu um só flash da votação e em compensação o "Programa Sílvio Santos" chegou a ter picos de 15 pontos, quase 3 vezes mais que a Record que por sua vez ficou completamente perdida ao querer dar uma cobertura à altura da Globo e não conseguiu nem chegar ao que era mostrado na Band. Os âncoras da Record tiveram que recorrer até ao WhattsApp de tão perdidos que estavam, enquanto o SBT reinava absoluto.

A Globo só foi se dar bem com o impeachment de Dilma já nos momentos finais, quando os últimos votos decidiam pela aprovação do processo contra a presidente e só aí a emissora conseguiu melhorar sua audiência.

Depois disso houve nova queda e a Globo só foi registrar uma boa audiência novamente por volta das 23 horas.

Às 22h25 o Ibope era o seguinte:

  • Globo: 19,6 pontos
  • SBT: 13,5 pontos
  • Band: 5,4 pontos
  • Record: 5,3 pontos
  • RedeTV: 3,2 pontos

No momento da aprovação do impeachment a audiência da Globo deu um pulo e foi para 33 pontos e a vice-liderança ficou entre Record e SBT com 8,3 e 8,4 respectivamente.

Publicidade

Quem mais perdeu neste impeachment de Dilma, em se tratando das emissoras de televisão, foi a Record que sem ter uma infraestrutura capaz de fazer uma cobertura ao vivo que cativasse o público, acabou afundando na audiência. Até o programa da Eliana que há meses não conseguia chegar à vice-liderança se deu bem e chegou a dar picos de 14 pontos.

William Bonner, que trabalhou no domingo para fazer a cobertura da votação, acabou ficando calado todo o tempo, com a Globo mostrando imagens da TV Câmara todo o tempo.

E este foi o domingo que entrou para a história do Brasil e também para a história da TV brasileira pelas decisões acertadas de Sílvio Santos e as quedas das outras emissoras, inclusive a poderosa Globo. #Rede Globo