Jô Soares fez um desabafo sincero e emocionado no seu programa que foi exibido pela TV Globo, na noite desta quarta-feira (27).

Ele saiu em defesa do cantor Chico Buarque e do ator José de Abreu, que estão sendo escrachados publicamente e até mesmo sendo agredidos por causa de suas opções políticas.

De acordo com a revista Veja, Jô chegou a ficar emocionado ao falar da situação política do país com os jornalistas convidados, além de defender José de Abreu e Chico Buarque, o apresentador também teceu duras críticas ao deputado federal Jair Bolsonaro.

Intolerância

Jô Soares falou da intolerância das pessoas que se recusam a aceitar a opinião e a opção de terceiros.

Publicidade
Publicidade

Ele cita o que aconteceu com Chico Buarque em dezembro do ano passado, quando ele caminhava com um grupo de amigos pelo Leblon no Rio de Janeiro e foi alvo de xingamentos, por um grupo antipetista. 

O apresentador também citou o que aconteceu com José de Abreu e sua esposa, há alguns dias atrás, quando o ator foi insultado e agredido verbalmente por um advogado e sua companheira em um restaurante em São Paulo.

"É uma reação movida por um 'não aguentar mais'", disse Jô Soares tentando elucidar a cusparada que o ator deu no casal, ao ser chamado de ladrão.

Espantado

Jô se diz espantado com o cenário de impaciência que abrange todo o Brasil. Ele afirma que o que aconteceu com José de Abreu é altamente constrangedor para ambas as parte, mas este é neste clima em que estamos vivendo, diante da grave crise política brasileira.

Publicidade

Agora se a pessoa tem uma posição política declarada, ela não tem direito de sair para jantar com sua esposa, sem ouvir insultos e barbaridades. Infelizmente em um momento de "não aguentar mais", ele teve uma reação inesperada como essa.

Apresentador chorou

Emocionado, Jô veio as lágrimas, ao relembrar da situação ameaçadora, vivida por Chico Buarque no Rio de Janeiro. É inadmissível, uma pessoa como Chico Buarque, não poder sair as ruas, sem ser ofendido e agredido.

"O Chico Buarque, que é um patrimônio deste país. Feliz o país que tem um Chico Buarque. Eu fico comovido e com vergonha".

Jair Bolsonaro

Jô ainda afirmou que Jair Bolsonaro não representa nada e nem a ninguém, somente a ele mesmo a família dele. Ele ainda fala que uma pessoa que homenageia na Câmara dos deputados,  Carlos Alberto Brilhante Ustra, um torturador desumano e ainda diz que presta satisfações a nenhum terrorista (Dilma Rousseff).

Bolsonaro é "uma pessoa abaixo de qualquer consideração, ninguém pode estar de acordo com a maneira com que esse homem age", disse Jô Soares.

Ao finalizar, ele pediu desculpas, mas que precisava fazer este desabafo.  #Famosos #Rede Globo #Crise-de-governo