A atriz e apresentadora global Monica Iozzi não poupou críticas ao resultado da votação que estabeleceu o início do processo de #Impeachment da presidente #Dilma Rousseff. Em sua página no Facebook e no seu Twitter, ela ironiza Maluf, Temer e outros políticos que votaram a favor do processo.

Ao compartilhar um post sobre o deputado Jair Bolsonaro, Iozzi escreve: “Como alguém pode apoiar este tipo de ideal?” Já em relação ao deputado Paulo Maluf, a atriz comemora o fato dele não ter feito como muitos parlamentares que justificaram o voto durante a longa votação: “só faltava ele falar: Pelo fim da corrupção, voto sim”.

Monica relatou ter ouvido os fogos de artifício soltados por moradores da Barra da Tijuca, bairro carioca de classe alta.

Publicidade
Publicidade

Irônica, ela deu ‘parabéns’ aos integrantes dos partidos que votaram favoráveis ao impeachment e termina: “Só nos resta orar”.

Entrevistas no CQC

Ao lembrar os quatro anos em que atuou no programa CQC - Custe o Que Custar - a atriz manifestou suas opiniões sobre os deputados que votaram no processo de impeachment. Para Mônica, é revoltante ver tantos homens e mulheres desonestos entre os parlamentares.

Dias antes, Mônica Iozzi chamou a atenção por criticar a própria empresa em que trabalha, bem como os telespectadores do Jornal Nacional, programa da Rede Globo de Televisão. Ela criticou o povo brasileiro por se informar apenas através de manchetes do Jornal Nacional.

Mas, apesar do apoio ao governo, Mônica  Iozzi mostra em seus posts que reconhece os erros do Partido dos Trabalhadores. “O PT errou muito.

Publicidade

Mas agora corremos o risco de sermos governados por mafiosos”, escreve em seu perfil no Facebook.

Mônica criticou a postura dos deputados durante a votação do impeachment ao compará-los com estudantes de quarta série em uma gincana.

Em outra referência crítica, a atriz da roça – como ela mesma se denomina – aproveitou o Dia do Beijo, em 13 de abril, para desejar felicidade a todos. A ilustração da mensagem não poderia ser mais crítica. Ela usou um detalhe de uma capa da revista Piauí em que o deputado Eduardo Cunha e o vice-presidente Michel Temer se beijam. E comenta: “É isso. Triste assim”. #Crise-de-governo