Enquanto as causas da morte de Prince ainda não foram descobertas - uma autópsia foi realizada no dia 22 -, mais informações sobre o estado de saúde do cantor são reveladas.

Segundo Maurice Phillips, marido de Tyka Nelson, única irmã de Prince por parte de mãe e pai, o cantor ficou acordado por 154 horas direto antes de morrer. A revelação foi feita quando a família se reuniu na casa de Maurice para memorial do cantor após sua cremação.

"Eu estava com ele no último fim de semana. Ele trabalhou por 154 horas direto. Ele era um bom cunhado", disse ele.

Boatos de que Prince era viciado em analgésicos que induzem ao sono, como o Percocet, surgiram após, segundo o site TMZ, ele ter tido uma overdose (ao tomar altas doses do medicamento) a bordo de seu jatinho cinco dias antes de sua morte.

Publicidade
Publicidade

Ele teria dado entrado em um hospital em Molline, Illionis, no dia 15 de abril. A informação divulgada é que ele havia ido ao hospital para tratar sintomas de gripe.

O Percocet contém uma combinação de oxicodona (opioide analgésico, análogo semi-sintético da morfina, derivado da tebaína) e acetaminofeno (analgésico menos potente que aumenta os efeitos da oxicodona). Na bula, há os seguintes avisos: não use Percocet se você tomou recentemente álcool, sedativos, tranquilizantes ou outros medicamentos narcóticos. Oxicodona pode retardar ou parar sua respiração. Nunca use Percocet em quantidades elevadas ou por período maior do que o recomendado.

A morte de Prince

O cantor, que estava com 57 anos, foi encontrado morto na quinta-feira, 21, no elevador de sua casa em Minnesota. Segundo nota oficial da polícia, agentes e equipe médica prestaram os primeiros socorros, mas não conseguiram reanimá-lo.

Publicidade

A equipe chegou ao local às 9h43 e Prince foi declarado morto às 10h07.

Prince não deixou testamento

Em documentos apresentados nesta terça, 26, em uma corte do condado de Carver, Minnesota, a irmã de Prince informou que desconhece a existência de um testamento, pede que ela seja escolhida para legitimar o espólio do cantor e que um administrador especial seja indicado para tratar dos assuntos de Prince. Na lista apresentada por Tyka há seis herdeiros de Prince: ela mesma e outros cinco meio-irmãos. 

O advogado Stephen Hopkins, de Minnesota, disse que não é comum que uma pessoa rica como Prince morra sem deixar um testamento. #Famosos #Casos de polícia