Em 1989, na primeira eleição direta para a presidência da república, Silvio Santos apareceu como candidato de última hora. Ele assustou os concorrentes, que eram muitos na época, os principais foram Fernando Collor de Mello, Leonel Brizola e Luiz Inácio Lula da Silva. O apresentador acabou desistindo da política antes mesmo do momento do voto, mas esse momento ficará marcado para sempre em sua história. O camelô que conseguiu a concessão de um canal de televisão é o maior comunicador da história da telinha brasileira. No entanto, assim como todos os seres  humanos, ele também erra.

Silvio, que um dia pensou em mudar uma nação, neste domingo, 17, data em que marcou a votação do processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara dos deputados, simplesmente boicotou a informação.

Publicidade
Publicidade

O resultado deu certo no critério audiência. A média dia foi a maior desde de junho do ano passado e o canal ficou a frente de sua maior concorrente, a Record. 

Mas isso é bom? Adoro o #Silvio Santos, mas ele "errou" ao tomar a decisão. Não que fosse necessário o SBT ficar horas e horas mostrando mais do mesmo. O canal poderia e até deveria ser uma opção onde um assunto dominava a televisão. Isso, no entanto, não impediria, por exemplo, de que em cada intervalo e dentro dos programas as informações mais importantes fossem atualizadas. A TV sediada no Anhanguera tem duas atrações ao vivo no domingo, 'Eliana' e o 'Domingo Legal'. Porque de vez em quando não dizer o que estava acontecendo no país em uma data histórica? 

Talvez mostrar, mesmo que minimamente os acontecimentos, pudesse elevar ainda mais o Ibope do canal, pois os telespectadores saberiam que não perderiam nenhum momento importante.

Publicidade

O #SBT ganhou um domingo na frente da Record, mas ficou ainda mais estigmatizado por não ter credibilidade. Pode ser anunciada a terceira guerra mundial que é bem capaz da emissora não interromper 'Chaves' ou uma novela mexicana, reprisada pela sétima, oitava ou nona vez. O SBT é uma concessão, do povo, para o povo ele deve servir. Alegria é muito bom, também essencial para a vida, mas nem só de entretenimento vive o homem.  #Famosos