Piedade finalmente parte para o tudo ou nada com o Coronel de #Velho Chico! Após perder o marido Belmiro e o amigo Capitão Rosa durante a guerra entre as famílias rivais, a retirante decide agir antes que perca seus filhos também. E, no meio de sua ação desesperada, a mãe de Santo e Bento encontra uma aliada inusitada! Confira toda a cena que a colunista do grupo O Globo revelou!

Tudo começa quando Afrânio fica enfurecido por Santo descobrir um traidor dentro da cooperativa. O filho de Belmiro impede a negociação direta entre o produtor e o Saruê e acaba dando o maior prejuízo para o coronel. Assim, o pai de Tereza manda Cícero e seus jagunços darem um jeito na organização dos agricultores.

Publicidade
Publicidade

Mas o capanga acaba indo longe demais em sua ação.

Afrânio pede que botem fogo na cooperativa de Santo, mas após destruírem tudo - conforme ordenado pelo Saruê - Cícero aproveita a oportunidade para tentar matar o rival mais uma vez. Então, assim que saem da associação, o filho de Doninha e seus homens seguem para a fazenda da família de Santo e acontece a maior troca de tiros entre eles.

Por sorte, Santo escapa da morte após um aviso de Bento. Mas o novo atentado é a gota d'água para Piedade. Assim, ela se enche de coragem e vai até a fazenda de Afrânio. Aos gritos, a invasora logo é atendida pelo dono da casa, que pergunta o motivo da visita. "Vim pra dizer que essa guerra agora acaba agora ou começa! Aqui! Comigo, e às claras!", desafia Piedade. O coronel pergunta quem ela pensa que é para o ameaçar e a resposta vem na mesma hora: "Posso ser mulher ou o que for, coronel, mas coragem não me falta pra lhe afrontar. Falta, não!".

Publicidade

Ela explica que nunca precisou se esconder atrás de capangas para fazer o que é seu direito e deixa claro que não tem medo do coronel nem da morte. Afrânio debocha e responde que Piedade perdeu o bom senso e a noção de perigo. Então a mãe de Santo o desafia a matá-la com as próprias mãos. "Se quiser acabar com a minha família, comece comigo, e já! À luz do dia!", completa.

Sem entender os motivos de Piedade, Afrânio expulsa a invasora de casa. Mas Encarnação interfere e pede para a 'visitante' se explicar. Então a mãe de Santo conta que não aguenta mais perder as pessoas que ama durante a guerra contra o coronel e explica que mais um atentado acaba de acontecer em sua fazenda. Por fim, ela olha para a centenária e lembra que a mulher já perdeu um filho, então sabe como dói.

Compadecida, Encarnação concorda com a trégua, dizendo que a "terra já bebeu sangue demais" e que, enquanto estiver viva, a guerra acabou. "Então, a senhora vá em paz, e com a minha palavra", encerra a avó de Tereza. Assim, Afrânio se vê obrigado a aceitar o acordo. #Novelas #Conectados