Júlio Figueiredo, cabeleireiro contratado para cuidar do cabelo de Ana Hickmann no último sábado (21) em Belo Horizonte, onde ela participaria de um evento de moda, está sendo acusado nas redes sociais de ter gravado o áudio com a apresentadora sendo ameaçada dentro do quarto só para extorqui-la posteriormente.

As pessoas estão criticando que ele, ao invés de ir buscar ajuda, ficou do lado de fora do quarto, bem próximo à porta, gravando tudo que era falado lá dentro com o seu smartphone.

Ana Hickmann, sua cunhada e também o seu cunhado estavam sentados na cama de costa para o maníaco que o tempo todo apontava uma arma para ela e fazia ameaças.

Publicidade
Publicidade

A apresentadora dialogou com ele por um certo tempo, tentando convencê-lo a não fazer nada, mas foi em vão. O homem atirou e Gustavo, cunhado de Ana, entrou em luta corporal, conseguindo tomar a arma e disparando contra ele.

O cabeleireiro contou que esta foi a primeira vez que ele iria trabalhar com Ana Hickmann e que gravou o áudio somente pro brincadeira e que quando notou que o clima dentro do quarto estava ficando tenso ele logo tratou de chamar o segurança do hotel. Ele disse ainda que bateu na porta do quarto e fez tudo que podia para ajudar.

De acordo com Figueiredo, ele foi à recepção chamar os seguranças e ficou desesperado no corredor porque estavam demorando a chegar, até que surgiu um funcionário da manutenção do hotel. Só depois apareceu um segurança que ouviu a discussão dentro do quarto, mas ele saiu logo em seguida para buscar ajuda.

Publicidade

Pouco depois Ana Hickmann abriu a porta do quarto gritando e pedindo ajuda, juntamente com Giovanna que acabou caindo ali no corredor porque estava ferida.

Ele levou a apresentadora para a escada de emergência e foi quando o funcionário do hotel a levou para um outro local e a deixou em um quarto. O cabeleireiro arrastou Giovana para o elevador e ajudou-a a deixar o hotel, indo de táxi para o hospital onde ela foi atendida.

Quando Figueiredo voltou ao hotel a confusão já tinha acabado, Rodrigo estava morto e Ana Hickmann o agradeceu muito por ter ajudado sua cunhada.

Só que nas redes sociais, estão dizendo que o cabeleireiro de Ana Hickmann quando chegou na porta do quarto e ouviu a discussão, achou que era uma briga comum e quis gravar o áudio para depois tentar extorqui-la, mas ele nega tudo.

O que você acha? O rapaz agiu certo em ficar gravando o áudio ao invés de tentar ajudar? Deixe abaixo seu comentário!

#Famosos #Televisão #Rede Record