A novela ‘#Escrava Mãe’, que estreia hoje, 31 de maio, na Record, chega à telinha com uma tarefa e tanto: desbancar a audiência da também estreante ‘#Haja Coração’, nova novela da sete da Globo. Como começarão no mesmo dia e passarão no mesmo horário – 19h30 – a expectativa é de que a concorrência seja bastante acirrada.

Escrita por Gustavo Reiz, Escrava Mãe, como o próprio nome diz, contará a história de Juliana (Gabriela Moreyra), a mãe da escrava Isaura. A trama terá início dentro de um navio negreiro, quando uma escrava engravida após ser abusada por um dos homens que comandam o navio. Dessa agressão nasce Juliana, que perde a mãe assim que chega ao mundo.

Publicidade
Publicidade

Dada a uma família de nobres, Juliana, já adolescente, passa a trabalhar na fazenda do Engenho do Sol, de propriedade do Coronel Custódio Avelar (Antônio Petrim), que é casado com Beatrice (Bete Coelho) e tem como filhas Maria Isabel (Thaís Fersoza) e Teresa (Roberta Gualda). Ali, Juliana faz muitos amigos e inimigos. Também é neste cenário que conhece o português Miguel (Pedro Carvalho), por quem se apaixona perdidamente e, mais tarde, engravida de Isaura. Quem não gostará desse envolvimento é Maria Isabel. Interessada em Miguel, ela não medirá esforços para tirar a rival do seu caminho, nem que para isso seja necessário usar a força física.

 

Sassaricando repaginada

Enquanto a Record aposta em uma novela de época, a Globo inova ao estrear uma novela na terça-feira (originalmente suas estreias sempre acontecem às segundas).

Publicidade

Baseada em Sassaricando, novela de Sylvio de Abreu exibida em 1987, Haja Coração, escrita por Daniel Ortiz, terá como mote os principais personagens e tramas de Sassaricando, mas trará muitos elementos novos. Uma ‘releitura’ como dizem nos bastidores.

Entre os personagens, a expectativa é grande. Fedora Abdalla, vivida por Cristina Pereira na primeira versão, agora ganha vida na pele de Tatá Werneck, que já fez a sua primeira aparição ontem, 30 de maio, no último capítulo de Totalmente Demais. Outros personagens que prometem dar o que falar são Tancinha e Apolo (interpretados por Cláudia Raia e Alexandre Frota em 1987 e agora revividos por Mariana Ximenes e Malvino Salvador), o casal Teodora Abdalla e Aparício Varella (Jandira Martini e Paulo Autran na primeira versão e Grace Gianoukas e Alexandre Borges na versão 2016) e o trio de amigas que faz de tudo para se dar bem composto por Rebeca, Penélope e Leonora. Nos anos 1980, elas eram vividas por Tônia Carrero, Eva Wilma e Irene Ravache. Agora será a vez de Malu Mader, Carolina Ferraz e Ellen Roche. #Novelas