Alexandre Corrêa, marido de Ana Hickmann, viajou na tarde deste sábado, 21 às pressas para Belo Horizonte, Minas Gerais, após sua mulher sofrer uma tentativa de assassinato em um hotel de luxo. O nome do atirador, que foi morto com três tiros na cabeça é Rodrigo Augusto de Pádua. Ele foi morto pelo cunhado da comunicadora, que após entrar em luta corporal com o criminoso teve sua esposa atingida por dois tiros. Ela passa bem após uma cirurgia.

Nas redes sociais, Rodrigo mostrava que era um fã extremamente obcecado pela comunicadora. Ele tinha perfis no Twitter e no Instagram, onde só publicava imagens sobre a vida da comunicadora, fazendo dedicatórias de amor para ela.

Publicidade
Publicidade

Em entrevista ao 'Brasil Urgente', da TV Record, o irmão do atirador disse que ele era um rapaz muito calmo, que pouco saia de casa e que não tinha arma ou antecedentes criminais "Ele era um rapaz normal. Só agora a gente descobriu que ele mandava mensagens para ela. Ele vendeu tudo recentemente para falar que ia vir conhecer Belo Horizonte", disse o irmão do atirador. . Rodrigo de Pádua se hospedou no mesmo hotel da apresentadora. Quando abordou o cunhado de Ana, ele disse ser amante da loira.

Em uma rede social, Rodrigo chegou a publicar uma foto de seu próprio pênis e enviou para apresentadora. Após o #Crime, o Instagram apagou a imagem que vai contra as regras da rede social.  Várias outras fotos com mensagens e dedicatórias foram publicadas nas redes sociais. Na internet, o atirador dizia que o seu amor era correspondido.

Publicidade

A assessoria de Ana Hickmann disse na medida do possível ela está bem, esperando o marido chegar de São Paulo. Por volta das 19h30, a TV Record confirmou que Ana já não estava mais no local. Ela deve prestar depoimentos à Polícia Militar de Minas Gerais. 

O crime virou o assunto mais comentado do país. No Twitter, brasileiros abismados com o incidente comentavam a notícia. "Tô chocada da quantidade de pessoas que estão seguindo esse vagabundo e dando rt's nos twitters dele!! Mais amor por favor!", disse uma internauta.