Através de sua assessoria de imprensa, a apresentadora e modelo Ana Hickmann falou pela primeira vez neste domingo, 22, sobre um atentado que sofreu na tarde do dia anterior. Neste sábado, a comunicadora da TV Record ficou na mira de um fã fora de si, que tentou matá-la pelo menos por duas vezes. Em nota, a loira disse que está profundamente abalada e triste. O fã foi identificado como Rodrigo Augusto de Pádua, desempregado, de 30 anos e morador de Juiz de Fora. Ele viajou até Belo Horizonte, Minas Gerais, para se encontrar de alguma maneira com Ana. Rodrigo vendeu alguns bens para ter dinheiro e se hospedou no mesmo hotel de luxo em que estava Ana Hickmann.

Publicidade
Publicidade

Ele foi morto após uma luta corporal com o cunhado da famosa, Gustavo Correa, que deu dois tiros na cabeça e outro no braço do criminoso.

"Nunca pensei que isso poderia acontecer! Nunca pensei que o ser humano fosse capaz disso! Foi terrível! Só peço que todos rezem por minha cunhada para que ela se recupere logo", disse a comunicadora através da nota. Mais cedo, o cunhado da apresentadora chamou o caso de "aberração" e pediu desculpas por não conseguir responder a todos os seguidores. Já o marido e empresário de Ana, Alexandre, disse que seu irmão foi um herói. Em entrevista a jornalistas, Flávio Grossi, delegado que cuida do caso disse que as investigações partem da legítima defesa, quando uma pessoa mata outra para evitar ser morta. 

Cunhada internada

 

Giovana é a cunhada de Ana que ainda está internada.

Publicidade

O marido de Giovana e o atirador entraram em confronto depois que Rodrigo de Pádua solicitou que Ana Hickmann se deitasse de costas na cama. Disparos foram feitos. Dois tiros pegaram na mulher de Gustavo. Um em sua barriga e o outro no braço. Ela passou por uma cirurgia de emergência e encontra-se internada em um hospital de Belo Horizonte. A apresentadora já voltou para São Paulo, onde passa o fim de semana com a família. Ela não deve apresentar o 'Hoje em Dia' nesta segunda-feira, 23, por conta do abalo emocional.  #Crime #É Manchete!