André (Caio Blat) e Tolentino (Ricardo Pereira) vão se apaixonar nos próximos capítulos de 'Liberdade, Liberdade', folhetim de época exibido no horário das onze horas da Rede Globo de Televisão. De acordo com o site 'Notícias da TV' em reportagem publicada nesta sexta-feira, 06, os rapazes, no entanto, podem acabar mortos por viverem um romance "proibido'. Com uma amizade mais forte, aparece também um desejo sexual. Eles até vão tentar resistir, mas não vão conseguir. Em 1808, há mais de 200 anos, ter relações sexuais com pessoas do mesmo sexo era crime, considerado "sodomia" e de "lesa-majestade". A punição era a morte. Para a tristeza de muitos telespectadores, esse deve ser o final dos rapazes. 

Segundo o site, um dos atores que faz os homossexuais de 'Liberdade, Liberdade' contou que a primeira cena sexual já foi até escrita pelos autores de 'Liberdade'.

Publicidade
Publicidade

Essa aconteceria com eles tomando um banho de rio. Tudo promete ser violento, bruno e extremamente masculino. A relação íntima acontece depois que os dois bebem demais e se sujam de lama. Para se limpar, os dois recorrem a um banho de rio. Nus, a atração fica inevitável. O autor da trama, Maria Teixeira, no entanto, nega que tenha escrito a cena e disse que por enquanto os dois personagens apenas estão se conhecendo melhor. Nesta quinta-feira, André já olhou com ares de desejo para o amigo capitão, que sem camisa se banhava. 

Enquanto isso, a novela continuará a mostrar o machismo da época. André será levado para prostíbulos, afim de ter relações com outras mulheres. Ele, no entanto, não se atrai por nenhuma delas. Uma, inclusive, começa a aprender a ler enquanto passa algumas horas com o personagem afeminado.

Publicidade

A expectativa é que Joaquina (Andrea Horta) ajude o irmão a sair do "armário", defendendo também o direito dele ser feliz. Filha de Tiradentes (Joaquim José da Silva Xavier), ela terá cada vez mais o desejo de liberdade e lutará contra tudo e todos pelo seu objetivo final. A independência do Brasil de Portugal foi conquistada apenas 14 anos depois do tempo em que se passa a história, em 1922.  #Novelas #Rede Globo #Liberdade Liberdade