De acordo com informações do jornalista Ricardo Feltrin, do UOL, em reportagem publicada neste domingo, 15, a Polícia Civil de Minas Gerais não estaria completamente convencida de que o irmão do fã que tentou matar a apresentadora Ana Hickmann não esteja envolvido no caso. Helisson Augusto Pádua foi uma das primeiras pessoas a aparecer no local após seu parente de sangue, Rodrigo, ter sido morto pelo cunhado da famosa. A polícia não entende como ele não conhecia a obsessão do irmão pela comunicadora. 

Entrevista em choque

Após o #Crime, chorando muito, Helisson disse a um grupo de jornalistas que faziam plantão na porta de um hotel luxuoso de Minas Gerais que o irmão era uma pessoa pacata, gostava muito de malhar e que nunca se envolveu com drogas.

Publicidade
Publicidade

De acordo com Helisson, que seria empresário, seu irmão era muito familiar e carinhoso, sempre preocupado com a saúde da mãe, que teria hipertensão. 

Antes de tentar matar Ana Hickmann, Rodrigo se hospedou no mesmo hotel que ela. Ele deteu o cunhado da contratado da TV Record, Gustavo Corrêa, que entrou em uma luta corporal com o criminoso. Ana desmaiou durante a confusão. Rodrigo teria tentado alvejar a artista por pelo menos duas vezes. Ela acabou sendo morto com três tiros por Gustavo. Um assessora, mulher de Gustavo, levou dois tiros e precisou passar por uma cirurgia de emergência. Ela passa bem.

De acordo com Ricardo Feltrin, a polícia agora investiga os perfis de Hellison. Ele teria pelo menos seis perfis diferentes só em uma rede social, o Facebook. Em alguns deles, a cidade em que ele mora é alterada de Juiz de Fora para Manaus, capital do Amazonas.

Publicidade

Hellison teria se separado recentemente, mas ainda mantém um perfil conjunto com a ex-companheira. Um investigador disse ao repórter do UOL que essa estranha conduta será apurada. 

Em nota, Ana Hickmann disse que estava muito abalada emocionalmente e o que aconteceu com ela foi terrível. O marido dela, Alexandre, explicou que só profissionais da saúde poderão falar sobre as condições psicológicas da esposa. 

  #Investigação Criminal