O irmão do atirador, Rodrigo Augusto de Pádua, que tentou balear Ana Hickmann no último sábado (21), também será investigado pela Polícia Civil de Minas Gerais. A informação é de Ricardo Feltrin, colunista do UOL. A polícia acredita que Helisson Augusto Pádua, irmão do homem que entrou armado no hotel, pudesse ter notado que o atirador tinha comportamento estranho e soubesse da obsessão por Ana Hickmann, conta a publicação.

Segundo Helisson, o irmão era uma boa pessoa, que ficava muito em casa, na frente do computador. Ele ainda contou que o rapaz de 30 anos era amoroso com a mãe e só saía pra ir até a academia.

Ainda segundo o irmão do atirador, Rodrigo não tinha arma, não tomava medicamentos e não fazia nenhum tipo de tratamento.

Publicidade
Publicidade

"Mataram ele, mataram meu irmão", disse Helisson para a imprensa após reconhecer o corpo do irmão.

Depois do ocorrido e das declarações de Helisson, a polícia mineira descobriu que ele também tem diversos perfis nas redes sociais. Só no Facebook são seis, cada um deles com características diferentes. Em um ele fala que é de Manaus, em outro em Juiz de fora. O irmão do atirador se define também como "empresário e empreendedor", membro da "Igreja Universal".

Ele ainda tem um perfil com o nome “Helisson Augusto Michelle Oliveira”. A polícia quer saber se com alguma dessas contas ele se comunicava com Rodrigo Augusto e como foram as conversas. Entenda o caso

Rodrigo Augusto de Pádua se hospedou no mesmo hotel em que Ana Hickmann estava em Belo Horizonte. A apresentadora foi para Minas Gerais apenas para o lançamento de uma coleção de roupas.

Publicidade

Ao encontrar com Gustavo, cunhado de Ana que estava com ela, Rodrigo, que estava armado, o rendeu e forçou a entrada no quarto, onde estavam Ana Hickmann e sua assessora, esposa de Gustavo.

Ele mandou os três ficarem de costas, começou a falar frases desencontradas e atirou duas vezes. A assessora foi atingida. Gustavo entrou em luta corporal com o atirador, conseguiu desarmá-lo e acabou atirando nele durante a briga.

Ana Hickmann já está em São Paulo e falou sobre o caso. A cunhada permanece internada, em estado estável. #Famosos #Crime #Casos de polícia