Bertoleza vai deixar sua redoma de vidro para viver a realidade de uma negra no início do século XIX no Brasil. Apesar de ter sido criada como uma dama da sociedade, a moça tem a cor da pele de uma escrava, o que a torna uma potencial mercadoria para qualquer comerciante de negros daquela época... É a partir desse cenário que começa o sofrimento da irmã de Joaquina em Liberdade, Liberdade.

Segundo o site Extra, tudo começa quando Gaspar repara em Bertoleza saindo da igreja. Trabalhando como negreiro, o homem fica impressionado com a jovem e já imagina algum lucro na negociação de uma negra com bons modos. Assim, o vilão acredita que não pode deixar passar a oportunidade de conseguir essa aquisição e entra em ação.

Publicidade
Publicidade

Sem saber que Bertoleza faz parte da família Raposo - e não é considerada uma escrava como acontece com a maioria das negras de Vila Rica - Gaspar se aproxima da irmã de Joaquina/Rosa e demonstra muita simpatia para a moça. Ele se apresenta com educação e respeito, o que acaba conquistando a confiança da jovem.

Chegando a ser conquistador, Gaspar afirma que é perigoso uma senhorita tão elegante andar sozinha pelas ruas à noite. Ele pede desculpas pelo atrevimento e se oferece para acompanhar Bertoleza até sua casa. A moça fica desconfiada, mas aceita a companhia por realmente ter um pouco de medo de andar sozinha por Vila Rica.

Em seguida, Gaspar leva Bertoleza para uma taverna e consegue convencê-la a aceitar alguns copos de vinho. A irmã de Joaquina/Rosa começa a se sentir à vontade com o estranho e passa algum tempo com ele.

Publicidade

Mas quando ela pede para ir para casa, ele finge atender ao pedido e a carrega para a casa de uma feitora.

Ao ver que caiu em uma armadinha, Bertoleza fica desesperada e começa a chorar. Ela ainda tenta gritar por socorro e explicar que não é uma escrava, mas sem o documento de alforria nas mãos, ela acaba sendo vendida como uma escrava. No dia seguinte, a família de Raposo nota o sumiço da jovem e todos começam a procurar por ela, sem sucesso. #Entretenimento #Conectados #Liberdade Liberdade