Branca não tem muito o que fazer, então sua vida tem um novo sentido assim que a loira descobre que Joaquina/Rosa e Xavier se beijaram. Após mandar sua escrava seguir o noivo, a vilãzinha fica sabendo que está sendo traída e decide não deixar essa mágoa barata. Assim, as armações contra a rival passam a ser feitas em um novo nível nos próximos capítulos de Liberdade, Liberdade.

O primeiro passo da filha de Diogo é preparar novos panfletos difamando Joaquina/Rosa. A vingança acontece no dia seguinte ao beijo de Xavier na rival, mas, desta vez, Branca deixa pistas ao fazer o material com sua própria letra. Assim, a filha de Raposo logo deduz quem é a autora das calúnias e partem para retaliação.

Publicidade
Publicidade

Os primeiros a acertarem suas contas é Raposo e Diogo Farto, o pai da heroína obriga o fidalgo a engolir um dos papeis escritos pela filha, provocando uma grande humilhação pública. Com a guerra declarada entre as famílias, chega o momento do encontro entre Joaquina/Rosa e Branca.

As duas ficam frente a frente dentro da igreja e a mocinha acusa Branca de ter armado contra ela mais uma vez. A vilãzinha se faz de ofendida e tenta fugir da situação, mas acaba ouvindo algumas verdades durante a briga com Joaquina/Rosa. Por fim, a filha de Diogo sai da igreja humilhada e promete vingança mais uma vez.

Já em casa, dentro de seu quarto, Branca começa a se arranhar, sem parar. Luana assiste a cena e fica assustada pela violência da sinhá. Sem entender, a escrava pergunta o que a moça está fazendo. “Não tô fazendo nada! É a Rosa Raposo que tá me machucando! Não tá vendo?”, diz a vilã, deixando claro qual é o seu plano.

Publicidade

Assim que fica bem machucada, Branca vai até a sala chorando e conta suas mentiras para Alexandra. “Raposo me agrediu aos tapas!", grita ela, explicando que tudo aconteceu dentro da igreja. "Um sacrilégio! Ela partiu pra cima de mim como uma onça", acusa a sinhá. 

Alexandra acha toda a história muito estranha, então Branca afirma que Luanda é testemunha de toda a agressão. Quando a tia olha para a escrava, a negra concorda prontamente. Mas a ricaça não se convence da história da sobrinha... #Novelas #Conectados #Liberdade Liberdade