Os fãs de Lucas Lucco podem começar a se despedir de Uodison, personagem que o ator e cantor interpreta na atual temporada de "#Malhação", intitulada "Seu Lugar no Mundo". A saída ocorre mesmo apesar do desejo do autor Emanuel Jacobina de contar com ele em "Pro Dia Nascer Feliz", nova fase da trama teen que se inicia em agosto, após as Olimpíadas do Rio de Janeiro. Segundo a coluna de Leo Dias no jornal O Dia, a decisão de Lucco de deixar a atração pegou todo mundo de surpresa, pois ele desistiu de permanecer na pele de Uodson faltando somente dois meses para o início da nova leva de capítulos.

Ainda de acordo com a publicação, a permanência de Lucas no formato global implicaria seguir por mais um período dando mais atenção à carreira como ator, deixando a de cantor de lado.

Publicidade
Publicidade

Por causa de Uodson, o artista havia limitado seus shows.

Recentemente, no Encontro com Fátima Bernardes, Lucco explicou que enfrentou uma depressão e síndrome do pânico que fizeram com que ele optasse apenas pela novela, já que gosta de desenvolver seus trabalhos da melhor forma possível, com entrega total.

No mesmo dia, ele também "mentiu" ao concordar com a esposa de William Bonner, que afirmou que seu programa era o primeiro que Lucas participava depois que divulgou estar adoentado. Ocorre que, no dia anterior, o famoso esteve no Música Boa Ao Vivo, liderado por Anitta no canal pago Multishow.

Ainda a respeito de "Malhação - Pro Dia Nascer Feliz", o colunista Flávio Ricco publicou que, apesar de não seguir na nova temporada, Lucas tem manifestado o desejo de investir na carreira de ator, ou seja, está disposto a receber futuros convites para o segmento.

Publicidade

Além disso, apenas cinco personagens de "Seu Lugar no Mundo" farão a fase seguinte, mas os nomes dos atores não foram anunciados ainda. Os personagens surgirão na TV aos poucos, ao longo dos episódios de "Pro Dia Nascer Feliz", que fará com que “Malhação” volte a ter uma academia como pano de fundo após muitos anos apostando em histórias focadas em colégios, conforme informou a coluna de Patrícia Kogut.