A volta de Tereza para Grotas só piorou o ódio entre Afrânio e Santo. Assim, os namorados de juventude acabam se rendendo à briga entre as famílias e ficam a cada dia mais afastados. E a nova armação do coronel só piorará essa situação nos próximos capítulos da novela das nove. Veja toda a cena que o Extra adiantou!

Seguindo o plano de acabar com a cooperativa de Santo, Afrânio recebe alguns agricultores em sua casa para firmar um novo contrato com eles. Quando Tereza percebe o golpe baixo do pai, ela invade a reunião e manda os traidores embora da fazenda do Saruê. Dessa forma, o coronel não consegue trazer mais produtores para o seu lado da briga, mas Santo não consegue enxergar que a ex-namorada está do seu lado.

Publicidade
Publicidade

Ressentido, Santo acredita que Tereza está ajudando Afrânio e desconfia que a reunião frustrada com os ex-cooperados foi uma armação para comprar frutas por um preço baixo. E o presidente da associação acaba se convencendo de que sua intuição está certa quando ele conversa com os agricultores que foram expulsos por Terê.

Sem fechar contrato com o coronel, os produtores tentam vender as frutas para a cooperativa e Santo os recebe sem a menor paciência: “O que é que vocês querem aqui? Vocês não tinham se bandeado pro lado do coronel Saruê?”. Eles explicam que Maria Tereza exigiu que se adequassem para vender para Afrânio e contam que nem chegaram a conversar sobre os preços das frutas. “Parece que tem que tê uns padrão de qualidade pra exportá mais eles", conta Djalma.

Santo se irrita ao ouvir que as frutas da região não têm qualidade e debocha ao responder que o certo é só o que o pai de Tereza produz. Na sequência, os ex-cooperados pedem para voltar, mas o presidente reforça que só serão bem vindos se regularizarem suas dívidas.

Publicidade

Os agricultores resolvem pensar no assunto e vão embora sem conseguir vender sua produção mais uma vez.

Após a reunião, Santo reflete sozinho sua decepção com o amor de juventude: “Quem diria, Maria Tereza, que você se tornaria uma Saruê! Nada como o tempo para conhecer as pessoas...”. #Novelas #Conectados #Velho Chico