A polêmica é antiga mas continua dando o que falar. Talvez por Bruno Gagliasso ser um galã de tirar o chapéu, ou talvez por ser um grande aliado da comunidade #LGBT, o fato é que os ativistas gays ainda não perdoaram a TV Globo por ter censurado o beijo gay da novela América, escrita por Glória Perez e dirigida por Marcos Schechtman. A novela foi exibida em 2005 e prometia mostrar o primeiro beijo gay da televisão brasileira. A emissora chegou a gravar a cena, protagonizada por Bruno Gagliasso (interpretando o personagem Júnior) e Erom Cordeiro (interpretando Zeca). Entretanto a promessa virou dívida quando, pressionada por movimentos conservadores, a Globo decidiu não exibi-la. 

Agora, 11 anos depois da exibição de América no horário nobre da Globo, o ativista Gustavo Valente, de Mogi das Cruzes (SP), criou um abaixo-assinado para que a emissora libere as cenas censuradas na internet.

Publicidade
Publicidade

O documento, criado há quatro dias, tem, por enquanto, 80 apoiadores. A neta inicial do ativista é chegar a 100 pessoas. "Com esse abaixo-assinado queremos pressionar a direção da Globo a divulgar na internet a cena que foi gravada", diz. "Assim como documentos confidencias sobre Ovnis que são divulgados pelo Governo, também podemos exigir a divulgação de uma cena da teledramaturgia brasileira que foi arquivada pela homofobia", exagera o ativista. "Queremos assistir ao beijo do Junior e Zeca. Não esquecemos!", afirma.

Bruno Gagliasso, por sua vez, demonstrou sua frustração com a censura em todas as oportunidades que teve. Heterossexual, Bruno é ativista LGBT assumido. Em entrevista ao vivo no programa de Fátima Bernardes, em 2014, o cantor disse que ficou muito chateado no dia em que o beijo não foi ar, e chegou a chorar.

Publicidade

O ator falou sem papas na língua: "A gente gravou. Foi censurado". Disse ainda que o beijo foi gravado sete vezes. "Fiquei muito triste. Quem faz arte não consegue acreditar em censura. Não dá". Fátima perguntou se, na época, as pessoas estariam preparadas para ver este tipo de cena. Bruno retrucou: "quem somos nós para dizer se as pessoas estão preparadas ou não?".

A própria autora da novela, Glória Perez, diz que ficou decepcionada com o corte do beijo. "Batalhamos (pela cena) e não posso negar que fiquei frustrada por não ter sido exibida. Os atores também ficaram. Afinal, encenaram com muito entusiasmo", disse ao jornal O Tempo, em 2005. De acordo com ela, a decisão foi da direção da emissora. "Eu não quero esta responsabilidade para mim. Quando eu e Marquinhos (o diretor) decidimos que haveria a cena, a emissora disse que assumiria. É uma injustiça dizerem que eu não quis mostrar o beijo", desabafou.

O abaixo-assinado está disponível no site change.org.