Considerado um dos mais importantes programas da história da TV brasileira, o "TV Mulher" ganhou uma nova versão a partir desta terça-feira (31), no canal Viva, do grupo Globosat.

Ao longo de dez edições, Marília Gabriela, que apresentou a atração original entre 1980 e 1984, vai abordar os atuais dilemas da mulher moderna em diversas áreas, como mercado de trabalho, saúde, relacionamento, maternidade, sexo e arte. A ideia é atualizar as discussões e comparar as diferentes realidades vividas ao longo das décadas.

A estreia conseguiu unir a variedade de temas, e, ao mesmo tempo, manter o ar nostálgico — principalmente para os telespectadores que assistiam ao programa, criado há mais de 30 anos.

Publicidade
Publicidade

A abertura da primeira edição comprova esta tese. Gabi leu uma carta à Elis Regina, considerada a madrinha da atração, atualizando-a sobre várias mudanças na sociedade brasileira, em especial no âmbito feminino. Vale lembrar que a cantora participou da estreia do "TV Mulher" em abril de 1980.

Além disso, nesta nova versão, Maria Rita, filha de Elis, foi a personalidade escolhida para ser entrevistada pela apresentadora. A artista ainda levou a caçula, Alice, de apenas três anos, e se emocionou ao falar sobre o legado e a importância da mãe para a música popular brasileira.

O principal desafio do Viva é manter o formato do programa, porém, sem perder o tom atual dos assuntos. O canal escolheu  a promotora de Justiça Gabriela Manssur, os jornalistas Ivan Martins e Flávia Oliveira, o estilista Ronaldo Fraga, a psicanalista Regina Navarro Lins e a escritora Fernanda Young, para compor o time de colunistas.

Publicidade

No entanto, com apenas uma hora de duração, existe o perigo da atração não conseguir aprofundar-se nas discussões polêmicas a que se propõe. Dessa forma, a experiência e a bagagem jornalística de Marília Gabriela podem ser uma saída para este possível obstáculo.

Em um momento tão agitado da sociedade brasileira, o "TV Mulher" mostra-se capaz de levar um conteúdo agradável e de qualidade (o mais importante) para os telespectadores. #Entretenimento #Televisão #Comportamento