"Liberdade, Liberdade", novela das 23h que a Globo exibe atualmente, pode ousar e ter uma cena de sexo entre dois homens, e não apenas um beijo como já ocorreu em outras tramas da emissora, como "Amor à Vida", a primeira do canal carioca a apostar em um beijo entre um casal homossexual.

No entanto, para isso acontecer a vontade do diretor de núcleo da obra precisa prevalecer. Para Vinícius Coimbra, sempre a homossexualidade é tratada levando em conta a questão do afeto entre iguais, e não pelo desejo sexual envolvendo os mesmos. Por "Liberdade" entrar em cena às 23h, ele acredita que a atração pode apostar numa relação mais carnal, misturando afeto com desejo físico.

Publicidade
Publicidade

Ele se refere aos personagens de Caio Blat e Ricardo Pereira - André e Tolentino, respectivamente - que evidenciam o desejo que nutrem um pelo outro. Coimbra argumentou não fazer ideia do que o autor Mário Teixeira pretende para a dupla, mas adoraria conduzir uma sequência de sexo envolvendo-os.

Vinícius pretende dialogar com a direção da Globo por tratar-se de um assunto polêmico, apesar de bastante comum, especialmente em séries americanas. O profissional justificou que o canal da família Marinho acredita que, quando uma relação é bem construída, é aceita pelo público. Pensando da mesma forma, ele citou "Babilônia", que teve beijo entre duas mulheres logo no primeiro capítulo, sem antes criar laços entre os telespectadores e as personagens, o que culminou em rejeição à trama, diferente da torcida por Félix (Mateus Solano) na já citada “Amor à Vida”.

Publicidade

Para o profissional, o envolvimento entre André e Tolentino está sendo desenvolvido "tijolinho por tijolinho" e que ele acompanha nas redes sociais como os internautas estão reagindo a isso, como quando o segundo observava o fidalgo dormindo durante uma sequência.

Questionado a respeito, Mateus Solano argumentou que Ricardo Pereira tem atualmente a oportunidade de fazer uma "bicha sem pinta na TV", algo que ele gostaria de ter feito com Félix, mas que ficava impossível já que o personagem vivia "salgando a Santa Ceia". #Televisão #Novelas #Liberdade Liberdade