A sexta temporada da série mais aclamada da HBO garantiu instantes grandiosos em cada núcleo, e edificando a jornada para o desfecho da saga que conta com apenas mais duas temporadas. Confira os melhores momentos do sexto ano de “#Game of Thrones”:

*ATENÇÃO: A lista abaixo contém spoilers de toda a 6ª temporada!

Ressureição de Jon Snow

O desfecho da 5ª temporada foi extremamente difícil para os fãs, que ficaram um ano inteiro de luto pela morte de Jon Snow. No entanto, o início da 6ª temporada foi marcado pelo ritual de Melisandre que trouxe de volta o rapaz.

A verdade sobre Melisandre

A beleza e juventude da sacerdotisa vermelha é uma grande farsa.

Publicidade
Publicidade

O segredo foi revelado no primeiro episódio da temporada, quando Melisandre retira seu colar de rubi e se mostra uma idosa centenária que depende de falsos artifícios para seduzir aqueles que almeja.

Hold the Door

O 5º episódio do sexto ano foi considerado por muitos, um dos mais duros e comoventes da série. Houve a morte dos filhos da floresta que protegiam a árvore represeiro, onde se encontrava Lord Brynden – o antecedente Corvo de Três Olhos. Houve ainda a revelação por trás da incapacidade de falar normalmente de Hodor – que é um diminutivo de ‘Hold The Dor’ – em uma cena agoniante com o falecimento do guardião de Bran. O público pôde ver, infelizmente e desnecessariamente, a morte de Verão – o lobo de Bran. O jovem Stark sabe qual será sua missão, ainda que esteja despreparado para assumir o posto de novo Corvo de Três Olhos.

Publicidade

Daenerys e os Dothraki

A Mãe dos Dragões, ao fim da 5ª temporada, foi sequestrada pela tribo Dothraki e ela não apenas fugiu como queimou todos vivos e ainda por cima saiu em meio as chama completamente nua, sendo vista como uma divindade pelo povo.

Batalha na Baía dos Escravos

Mais uma vez, Dany ganhou o respeito dos escravos, ao atear fogo nos navios dos Mestres escravagistas na Baía dos Escravos montada em Drogon. Além de garantir a morte – pelas mãos de Verme Cinzento - de dois dos mestres que quebraram o acordo. Estabelecendo novamente a paz em Meereen e rebatizando a Baía dos Escravos de Baía dos Dragões.

Daenerys e os Greyjoy

Daenerys se reúne com Theon e Yara Greyjoy que foram lhe pedir ajuda para recuperar as Ilhas de Ferro. Yara prometeu lealdade e navios para a Mãe dos Dragões em troca de seu auxílio. Com uma aparente admiração por ambas as partes, e semelhanças em seus anseios, as rainhas demonstraram uma forte conexão e firmaram a aliança que levará Dany, finalmente, para Westeros.

Publicidade

A Batalha dos Bastardos

A guerra mais aguardada dos últimos tempos aconteceu no penúltimo episódio da temporada, quando Jon Snow enfrentou Ramsay Bolton no campo de batalha no “mano a mano” e ganhou de maneira épica. Os Stark recuperaram Winterfell e ainda proporcionaram uma morte merecidamente dolorosa a Ramsay – com direito à Sansa na plateia.

Vingança de Arya Stark

A morte dos Frey era ansiada desde o trágico Casamento Vermelho, e a vingança veio pelas mãos de Arya. A garota fez uma torta com os filhos de Walder Frey, o serviu, e o assassinou da mesma maneira que mataram sua mãe, Catelyn Stark.

Rainha Cersei

Ameaçada durante toda a 6ª temporada, Cersei planejou algo grande. No season finale, ela encheu o subsolo de Baelor com fogo vivo e em apenas uma manobra mandou pelos ares o Alto Pardal, vários septos, quase toda a família Tyrell, incluindo Margeary. Dado a esta última morte, Tommen se suicida e Cersei é coroada a Rainha de Porto Real.

Visão de Bran

Bran retoma seu flashback da Torre da Alegria e vê Ned recebendo um bebê – Jon Snow – de sua irmã Lyanna que está à beira da morte, e pede que o proteja de Robert Baratheon, pois este o mataria – provavelmente por ser um Targaryen.

O Rei Snow do Norte

Após a batalha contra os Bolton, e uma lição de Lyanna de Mormont, os Lords que anteriormente se negaram a ajudar os Stark, juraram lealdade, pediram perdão e aos gritos nomearam Jon Snow, o Rei do Norte. #Televisão #Seriados