O episódio “Os Ventos do Inverno”, além de finalizar a sexta temporada de “Game of Thrones”, ainda veio recheado de referências ou easter eggs, confira:

Nota: O conteúdo abaixo contém spoilers.

1. Vergonha: Cersei sorrateiramente orquestrou um plano tão brilhante, que se livrou de todos seus rivais imediatos de uma vez só. E ainda alcançou sua vingança contra Septã Unella que será estuprada e torturada por Montanha, e, futuramente, morta – provavelmente pela própria rainha que reafirmou “Meu rosto será a última coisa que verá antes de morrer”. E se retirou da câmara repetindo “Shame, Shame, Shame”.

A ironia que pouca gente notou com a explosão do Septo de Baelor, foi a queda de um sino no exato local onde Cersei fez sua ‘caminhada da vergonha’.

Publicidade
Publicidade

2. Stark no Norte: Após algumas temporadas com o brasão dos Bolton em Winterfell, finalmente, os Stark conseguiram retomar seu lar e estender suas bandeiras e brasões pela região. E o alívio se tornou maior quando o símbolo do lobo voltou a aparecer em Winterfell, na abertura da série.

Após seis anos com o selo Baratheon - surgindo na abertura – em Porto Real, será que o leão dos Lannister vai aparecer com a coroação de Cersei?

3. Os mistérios da biblioteca: Quando Sam Tarly entra fascinado na imensa Biblioteca da Cidadela, o giroscópio que surge é o mesmo da abertura do seriado. Talvez a primeira coisa vista pelos fãs em #Game of Thrones. Será que este ou talvez outros objetos que Sam encontre possa trazer algumas respostas?

4. Contos: Lady Olenna Tyrell é a última sobrevivente dos Tyrell e firmou uma aliança com as Serpentes da Areia, que são guiadas pela amante de Oberyn Martell.

Publicidade

E durante a conversa, ela utilizou a mesma história contada pelo próprio Oberyn na terceira temporada:  “Cem escorpiões assassinaram um Tyrell em Dorne séculos atrás“.

5. Onde estão os Stark agora?: Em conversa com Jaime Lannister, Walder Frey comenta sua traição contra os Stark e ainda diz “eles me aborreceram por anos, onde estão agora?”. Bem Walder, em sua cozinha, cozinhando seus filhos.

6. Azor Ahai: Uma importante profecia do universo de GOT é que Azor Ahai é o ‘príncipe prometido’ e a Sacerdotisa Vermelha Melisandre acredita que seja Jon Snow. A profecia diz algo do gênero: “no momento em que a estrela vermelha sangrar e a penumbra se aliar, Azor Ahai renascerá em meio à fumaça e ao sal, e despertará dragões do sono de pedra”.

No season finale o publicou viu, graças as visões de Bran, Ned Stark encontrar Lyanna na Torre da Alegria. Ele carregava a espada de Arthur Dayne, chamada “Dawn” - forjada com uma estrela cadente, em seu cabo há um sol. Ned coloca a espada ao lado de Lyanna, na cama, cheia de sangue do parto.

Publicidade

A estrela vermelha sangra, e Azor Ahai renasce?

7. O Lobo Branco: Ao retomar Winterfell, Jon Snow foi proclamado o Rei do Norte, muito semelhante à maneira que Robb Stark foi proclamado em sua época. Com a curiosa diferença de que os aliados levantaram suas espadas por ele, e Robb teve homens ajoelhados por ele. Robb olhou do mesmo modo para Catelyn, que Jon olhou para Sansa.

Vele citar que, de acordo com as regras, um bastardo não pode usar o brasão da casa de seus pais, a menos que ele o use com as cores invertidas, para esclarecer que se trata de um bastardo. O brasão Starks é um lobo gigante cinza sobreposto a um fundo branco. Jon Snow poderia aderir o lobo branco sobre o fundo cinza, inclusive combinaria com o Fantasma.

Futuramente, ele poderá usar o símbolo de um dragão preto sobre o fundo vermelho, quando descobrir ser filho de um Targaryen. Será?

Extra: Segundo dizem, David Benioff e D.B. Weiss só conseguiram adaptar os livros de George R.R. Martin quando acertaram a filiação de Jon Snow. Em uma entrevista, Benioff utilizou uma camiseta que possuía um bordado que indicava a teoria dos fãs ‘R+L=J’. #Televisão #Seriados