Aviso: O conteúdo a seguir contém spoiler da sexta temporada!

Considerado o melhor episódio da história de Game of Thrones’, a “Batalha dos Bastardos” foi o nono episódio – penúltimo – da sexta temporada, e completando a tradição de eventos bombásticos que acontecem em toda temporada no episódio 9, este foi espetacular e recebeu nota máxima do Imdb.

A série proporcionou um verdadeiro momento de êxtase para os fãs, ao mostrar Jon Snow socando ininterruptamente Ramsay Bolton e por fim fazendo com que Sansa se despedisse do ex-marido sádico enquanto o vilão era devorado vivo pelos próprios cães. Foi emocionante. Os lamentos ficaram apenas pela infeliz – mas já esperada – morte de Rickon Stark.

Publicidade
Publicidade

Acredite se quiser, os criadores e o diretor responsável pelo capítulo também ansiavam por um fim cruel para Ramsay. Em entrevista cedida ao site da revista “Entertainment Weekly” (via revista Veja), Miguel Sapochnik, o diretor, revelou: “Eu confesso que desejava fazer com que as pessoas se compadecessem com Ramsay, porém os produtores foram firmes ‘nada de simpatizar com ele, queriam sangue’. Eu até concordo, não havia abertura para ser moralmente confuso. Ramsay deveria morrer, e de um modo trágico. O público ansiava por isso”.

Sansa foi a última a ver o ex-marido com vida, e nesta cena há um close no rosto da personagem após os cães começarem a comê-lo. Segundo Sapochnik, foi seu momento favorito na série: "Um dos instantes mais intensos é quando se ouve o som de um porco guinchando vindo de Ramsay ao fundo enquanto Sansa se afasta.

Publicidade

Isso é o que ocorre quando se abre a traqueia de alguém e a pessoa ainda está viva", avaliou o diretor.

As filmagens duraram 25 dias, e como era uma guerra acontecendo, o clima deveria ser pesado e naturalmente exaustivo. No entanto, o diretor comentou que foi divertido: "Houve um dia inteiro socando Ramsay. Foi um tanto quanto surreal, mas bacana. Você precisa fazer o trabalho ser algo legal para extrair a crueldade e tudo de repulsivo do set”.

Iwan Rheon, o ator que foi socado por um dia inteiro na pele de Ramsay Bolton, revelou que só chegou a ver a morte do seu personagem ‘vilanesco’ no dia seguinte à exibição mundial da HBO: “Eu assisti enquanto foi produzida. Porém só vi meio episódio e minha namorada acabou dormindo. Já eram duas da madrugada (em Londres)", admitiu em entrevista cedida ao site da revista The Hollywood Reporter.

Outro ponto revelado pelo ator foi o desconforto da cena em que ele seria devorado: "Havia muito sangue falso e próteses em mim e estava atado em uma cadeira. Foi preciso idealizar que os cachorros estavam presentes. Diversas coisas foram acrescentadas na pós-produção", disse. #Televisão #Seriados #Game of Thrones