Nota: O artigo a seguir pode conter spoilers da série e especulações sobre os livros de George R. R. Martin.

O maior enigma de #Game of Thrones chegou à beira de ser revelado - com apenas um cochicho que garantiu o mistério - no último episódio da sexta temporada, intitulado “Os Ventos do Inverno”.

Como todos já suspeitavam há anos, Jon Snow não é um bastardo de Ned Stark, e sim, filho de sua irmã caçula Lyanna Stark com - ao que tudo indica - o príncipe Rhaegar Targaryen. A origem de Jon pode ser muito mais importante do que apenas uma curiosidade, e dá até uma nova leitura ao título da saga literária de George R. R. Martin “As Crônicas de Gelo e Fogo”, que embasa a série.

Publicidade
Publicidade

No season finale, Bran retorma o flashback da Torre da Alegria, onde Ned encontra Lyanna morrendo em uma cama banhada de sangue, e ela lhe pede que prometa proteger o bebê, de Robert Baratheon, pois obviamente, ele o mataria se fosse um Targaryen, que posteriormente reivindicaria o Trono de Ferro. Apesar de não ter sido abertamente declarado, o recém-nascido em questão era Jon Snow - inclusive houve uma sobreposição de imagens da criança com Jon, que reforçou sem afirmar o fato.

A versão que todos conhecem é que Rhaegar raptou Lyanna, e este foi assassinado em batalha com Robert Baratheon, que iria se casar com a irmã de Ned. Mas a teoria “R+L=J”, criada pelos fãs, sugere que o príncipe e a donzela fugiram juntos por amor, e ela então engravidou de Jon. A paternidade do bastardo não foi confirmada, mas os fãs estão certos de que nas veias de Jon corre o sangue Targaryen - ainda que ilegítimo, pois Rhaegar era casado - e Stark, o que lhe permite reivindicar o Trono de Ferro, por ser neto de Aerys Targaryen, o Rei Louco.

Publicidade

Outra teoria, ainda mais intricada, sugere que Jon Snow seja a reencarnação do Azor Ahai, um guerreiro que viveu milênios antes da história abordada em GOT e que lutou contra os Caminhantes Brancos. Uma profecia dos livros, afirma que o herói retornará e será capaz de despertar dragões. A casa Targaryen é comumente simbolizada pelo fogo, e mantém uma incrível relação com os dragões. O porém dessa profecia é que Daenerys Targaryen possui três dragões, e os despertou em um ritual envolvendo um sacrifício na primeira temporada, ou seja, ela “desperta” dragões como ninguém.

E por fim, há a implicação de que Jon é a aliança entre o gelo (Stark) e o fogo (Targaryen), e o título da saga literária é “As Crônicas de Gelo e Fogo”. É fato que apontar um protagonista nesta trama seja muito difícil, visto que outros candidatos ao posto, como Ned Stark e Robb Stark, foram assassinados sem misericórdia em temporadas passadas, mas existe a forte possibilidade de que Game of Thrones seja a história de Jon Snow. Inclusive, Jon também foi morto, e o único a ressuscitar. #Televisão #Seriados