Apesar de ser irmã da cantora mexicana Thalía, que é considerada um símbolo para a comunidade LGBT em toda a América Latina, a atriz Laura Zapata, que é conhecida por interpretar vilãs em novelas como "Maria Mercedes" e "Cuidado com o Anjo", fez recentemente, comentários considerados homofóbicos ao se posicionar contra a realização da "Parada do Orgulho Gay" e adoção de crianças por casais homossexuais em seu país de origem, o México.

Ao ser questionada sobre o que achava da "Parada Gay", a também cantora mexicana disparou:

"Eu respeito as pessoas em sua atividade sexual, e acredito que a sexualidade é algo muito privado e muito pessoal, seja de quem for, heterossexual, gay, lésbica, transexual, e por que andar por aí exigindo que os demais aceitem o que você quer fazer?", disse a artista mexicana em relação a realização de marchas organizadas por grupos LGBT.

Publicidade
Publicidade

E completou: "Cada qual com sua sexualidade. Tenho amigos muito queridos que são gays, mas não andam de tamanco nem andam de bolsinha por aí, nem me convidam como 'voyeurista' para observar o que eles fazem (em suas intimidades), então, por que forçar a barra?", questionou.

E completou sua fala dizendo que todos deveriam se respeitar, insinuando que os seres humanos deveriam se comportar como chimpanzés: "Ou seja, todos temos que nos respeitar, mas, às vezes, os grupos que pedem respeito não nos respeitam. Todos deveriam ter vergonha de expor suas intimidades. Até os chimpanzés, quando se apaixonam, vão ao seu safari sozinhos para acasalar. Leiam o livro de Helen Fischer para ver que o que eu estou dizendo é verdade".

Ao demonstrar sua opinião sobre o que acha da adoção de crianças feita por casais homossexuais, Zapata se mostrou intolerante com a ideia:

"Em relação à adoção, considero que este não é um direito do casal que não pode conceber (um filho). Considero que é um direito da criança para ter um pai e uma mãe (heterossexuais), que é o natural".

Ao ser questionada pelo repórter do programa "Suelta la Sopa" sobre o porquê de uma criança não poder ser adotada por casais homossexuais, a atriz respondeu:

"Porque não é o natural! Porque seria uma criança que sofreria bullying. Porque nós, seres humanos, precisamos das duas energias (referindo-se ao homem e à mulher). As crianças que não tem pai e ficam com sua mãe, ou as crianças que não tem sua mãe e ficam com seu pai, crescem com problemas em sua vida e tem que ir ao psiquiatra. É a história da natureza humana. Esta é a minha opinião", concluiu.

Publicidade

Já no estúdio, os apresentadores do programa "Suelta la Sopa", da Telemundo, fizeram duras críticas aos comentários disparados pela intérprete da personagem 'Malvina' na novela 'Maria Mercedes'.

Confira o vídeo com as declarações de Laura Zapata.

#Famosos #Novelas #Novela Mexicana