Mais um momento de intimidade entre o casal gay de Liberdade, Liberdade deve agitar a trama das onze. Após Tolentino já ter se declarado à André, dizendo que ele é um homem diferente de qualquer outro que conheceu; agora os dois ficam ainda mais próximos e o Coronel sente vontade de falar de seus sentimentos mais uma vez. Quem diria que o homem malvado e solitário ainda se renderia a um sentimento tão novo e cheio de preconceitos?

Tudo começa quando André fica ao lado do amigo durante uma má fase do coronel. Ele perde seu posto como Dragão do Rei e fica desolado, mas o irmão de Joaquina o ajuda a dar a volta por cima. Assim, quando o Coronel retoma o seu posto, os dois saem para comemorar e o oficial percebe que algo já mudou dentro dele...

Publicidade
Publicidade

No momento de celebrar fazendo sexo com uma das meninas de Virgínia, Tolentino falha na cama e não entende o  que pode estar acontecendo.

Após mais uma noitada com André, Tolentino abre seu coração na varanda dos Raposos. Em clima de intimidade, os dois ficam lado a lado e o Coronel começa a falar de seus sentimentos. "André, há uma coisa que eu preciso te dizer: tua amizade tá me fazendo mudar", confessa o oficial, envergonhado por contar o que nem mesmo ele consegue entender.

André não entende o que seria essa "mudança" do amigo e pergunta de que forma a amizade dos dois poderia estar transformando o Coronel. "Meus sentimentos. Minha maneira de sentir a vida. A vida e o peso das coisas da vida...", explica Tolentino. Comovido, o irmão de Joaquina completa que "o peso sobre os ombros" realmente está diferente com a amizade dos dois.

Publicidade

O Coronel concorda com a conclusão de André e faz mais uma confissão: "Eu nunca me senti assim, nem com homem nem com mulher. Sempre me senti um solitário, mas, com você, é como se eu nunca mais estivesse só. A vida não pesa mais como antes". O irmão de Joaquina fica emocionado e sorri para o amigo. Então os dois se olham com ternura e André confirma que sente o mesmo.

Com a confirmação de que os dois sentem o mesmo um pelo outro, Tolentino sorri e o clima esquenta entre os dois. Os rostos ficam cada vez mais próximos... mas Dionísia aparece na varanda. "Senhores... Já é tarde!", interrompe ela. Envergonhados, os dois se recompõem e o Coronel se despede. Mais um passo para a polêmica cena de sexo entre homens que pode acontecer em Liberdade, Liberdade! #Novelas #Conectados #Liberdade Liberdade