Na madrugada desta sexta feira, dia 24 de junho de 2016, o Reino Unido decidiu deixar a #União Europeia. Essa resolução desencadeou diversas consequências: sua população deixará de usar o euro, deverá procurar um novo primeiro ministro (de acordo com David Cameron, que renunciou ao cargo logo em seguida) e, enfim, "a saída do Reino Unido deve provocar um efeito cascata separatista não só na Europa, mas também em todo o mundo". Mas não é somente os meios políticos e sociais que essa separação irá atingir.

Depois de quebrar recordes com o último episódio lançado, o penúltimo da temporada, #Game of Thrones - entre outras séries - pode ser atingido por essa separação do Reino Unido e da União Européia. A "Batalha dos Bastardos" foi filmada na Irlanda do Norte, entre outros capítulos do seriado: e com essa saída, sua população leva essas terras, que se tornaram uma das principais locações do programa. O problema: o dinheiro da HBO para cobrir essas gravações vem do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional; assim, a grande probabilidade é de que os cineastas e produtores não possam mais ter esse acesso ao país.

Publicidade
Publicidade

De acordo com a análise publicada pela revista Foreign Policy, o especialista e membro do German Marshall Fund of the United States, Peter Chase, afirmou que essa mudança coloca o financiamento de diversas produções em risco: "Pode criar incerteza para os estúdios americanos que querem ficar no Reino Unido. Há programas da União Europeia que ajudam a financiar tudo isso. Se o Reino Unido não for mais parte da UE, há a possibilidade de esse dinheiro sumir".

A HBO ainda não se manifestou sobre o assunto. Segundo a Foreign Policy, filmes e programas de TV britânicos receberam US$ 32 milhões de fundos europeus nos últimos sete anos; e a série em questão se utiliza de um orçamento de US$ 10 milhões por episódio com esse apoio, segundo a Entertainment Weekly.

A Irlanda do Norte ganha com essa indústria: por exemplo, nas primeiras três temporadas do seriado em questão, conseguiu-se chegar a £ 65 milhões, e por volta de 800 pessoas foram incluídas na 3ª temporada. Isso além da divulgação: agências de viagem fazem percursos personalizados para fãs nas locações, recebendo só em 2015 em torno de 2,5 milhões de visitantes estrangeiros, um recorde histórico.

Publicidade

Dois dos atores de Game of Thrones se manifestaram contra o que foi chamado de Brexit: Daniel Portman (Podrick Payne) e Kate Dickie (Lysa Arry). Contudo, além deles, 96% dos membros da Federação de Indústrias Criativas são contra esse movimento, disse John Kampfner, presidente da Federação, para a Foreign Policy: "Muitos de nós trabalhamos em projetos que nunca teriam acontecido sem financiamento da UE ou colaboração através de fronteiras. A Grã-Bretanha não é apenas mais forte na UE, ela é também mais imaginativa e criativa".

E o impacto vai muito além: bancos também são prejudicados, visto que Londres, desta forma, deixa de ser o grande centro financeiro europeu; e os imigrantes se tornam o bode expiatório para explicar esse movimento. #Entretenimento