Os fãs de “Game of Thrones precisam lidar com a morte dos personagens, queridos ou não, em praticamente todo episódio. Não é uma tarefa fácil, porém, George Martin acredita que qualquer um pode morrer a qualquer momento, independentemente de ser o herói ou vilão.

Relembre algumas mortes que são difíceis de digerir.

Nota: o conteúdo abaixo contém spoilers!

Ned Stark

Quem não ficou chocado com a execução de Ned Stark? O público foi levado a acreditar que Ned seria o protagonista, o herói, e que tudo giraria em torno dele, porém, nada o abalaria. Ledo engano. Seguindo o julgamento de George Martin de que nenhuma pessoa está segura, Ned foi decapitado ainda na primeira temporada sem piedade.

Publicidade
Publicidade

Robb e Catelyn Stark

A esta altura, os fãs já estavam habituados a assistirem certas atrocidades, porém, para esta, ninguém se preparou. Na terceira temporada, Robb Stark procurava reestruturar a honra da família, porém, durante o Casamento Vermelho, as famílias Frey, Bolton e Lannister, se uniram para tomar o Norte. O resultado foi uma chacina Stark, Robb levou uma flechada e foi esfaqueado. Sua mãe Catelyn, além de assistir a morte do filho, teve a garganta cortada de orelha a orelha.

Oberyn Martell

Oberyn conquistou os telespectadores com seu ar descolado. Mas foi sua arrogância que o fez se despedir do mundo dos vivos. Em um julgamento por combate, ele lutou por Tyrion contra Montanha. O duelo estava ganho, porém, ele resolveu abusar da sorte e brincar com seu oponente. Terminou com o crânio esmagado.

Publicidade

Barristan Selmy

Barristan era um exímio soldado e cavaleiro. O que causou uma verdadeira indignação generalizada com sua morte. Ele fazer jus à grande derrota dos Filhos da Harpia, e foi desolador que, mesmo ganhando a batalha, ele tenha perdido a vida.

Jojen Reed

Jojen teve a missão de escoltar Bran Stark e ensinar sobre os Wargs para o jovem Stark debilitado. Porém, foi golpeado múltiplas vezes com uma faca por um Caminhante Branco e, em meio ao seu sofrimento, Meera lhe proporcionou o golpe de misericórdia.

Ygritte

Era a cara metade de Jon Snow, e foi ela quem proferiu as palavras mais memoráveis da série: “Você não sabe de nada, Jon Snow”. Ela foi atingida por uma flecha lançada por Olly, durante a Batalha do Casteolo Negro, e morreu faleceu nos braços de Jon.

Karsi

Karsi provocou uma empatia, e conquistou o respeito dos fãs em pouco tempo. No entanto, tão logo ela se foi, devorada por Caminhantes Brancos mirins. Com certeza, ela teria um enorme potencial no seriado, e foi pouco aproveitado.

Publicidade

Shireen Baratheon

Eis uma morte que os fãs não conseguem engolir. Shireen era uma criança espetacular, doce, inteligente, meiga e esforçada. Shireen era a única de Stannis Baratheon, e por uma proposta de Melisandre, a menina foi queimada viva em sacrifício pelo próprio pai, enquanto a mãe assistia à execução. Revoltante.

Khal Drogo

Drogo e Daenerys juntos passavam tanta confiança, e pareciam que iriam conquistar o mundo. Porém, após se ferir em combate, uma infecção o deixou em um estado lastimável que o fez se despedir lentamente do seriado, até que Daenerys lhe deu um golpe de misericórdia.

Hodor

Essa foi uma perda sofrida para os fãs. O grandão, que carregava Bran em suas costas por onde ia e falava apenas o que seria seu apelido, teve seu desfecho na sexta temporada. Após descobrir que, por uma intervenção de Bran no passado, ele perdeu a capacidade de falar, e pela mesma razão, a vida. As trapalhadas de Bran enfureceram vários corações. Só resta dizer: " Hold the door!"

Jon Snow

Sim, ele voltou dos mortos, porém, alguém esqueceu aquela sensação de tristeza por perder um personagem como este? Foi a morte mais lamentada por meses nas redes sociais e a internet praticamente parou. Por sorte, Jon está de volta e eis aqui apenas uma menção honrosa. #Televisão #Seriados #Game of Thrones