Está circulando nas redes sociais um vídeo do "Programa #Silvio Santos" em que Patrícia Abravanel, filha do dono do #SBT, discute o desenvolvimento dos países e faz comparações. A provável sucessora de Silvio, segundo a imprensa especializada, falou também sobre fé e misticismo em países pobres. Ela chegou a comparar a pobreza na África com o misticismo. A fala dela causou polêmica na internet e muitas pessoas foram ao Twitter falar mal de Patrícia.

"Países muito místicos muitas vezes tem consequências; o povo deixa de trabalhar. Países mais racionais, que têm uma fé em Deus, mas que acreditam no esforço, no suor, no trabalho.

Publicidade
Publicidade

Em se portar, em ter um casamento e ter que cuidar dele, esses países vão mais pra frente", avaliou a moça.

Ninguém que estava ao lado da comunicadora se manifestou contra ou a favor da fala dela. Ainda assim, Patrícia continuou a falar sobre sua visão a respeito da pobreza e religião.

Segundo historiadores, o continente africano foi um dos mais explorados na História da Humanidade. A escravidão, disputas de terras e abandono por parte do capitalismo saquearam as riquezas e deixaram para trás um legado de pobreza, guerra e miséria em muitos territórios. O Brasil, por exemplo, é formado majoritariamente por populações de pessoas escravizadas trazidas de regiões deste continente.

Na internet, muitas pessoas voltaram a "esculachar" a apresentadora do canal. Veja alguns "memes" e comentários postados a respeito do comentário da filha do dono do SBT:

Assista ao vídeo completo.

Publicidade

"Sou contra falar que é normal"

Esta não é a primeira vez que uma fala da apresentadora causa revolta na internet. Recentemente, ela foi acusada de homofobia por ativistas dos direitos da comunidade LGBT por falar durante o "Jogo dos Pontinhos" que não acha relacionamento homossexual algo normal. Na época, ela comentava a respeito do filme "Carol", indicado cinco vezes para o Oscar de 2016 e que fala sobre relacionamento entre duas mulheres. Ela falou que era contra dois homens ou duas mulheres se amarem como se fossem um casal. A moça ainda citou uma suposta pesquisa feita por uma revista que diz que um terço dos jovens já se relacionou com pessoas do mesmo sexo.

"Eu acho muito, mesmo sem saber se a 'opção' (sic) deles é real. Eles experimentam", revelou.

Em seguida, a moça ainda disse que, para ela, "homem é homem e mulher é mulher" e se posicionou como uma pessoa que não é "liberal".

Assista ao vídeo que causou polêmica na internet.

#Televisão