A primeira cena de sexo das telenovelas da Globo ocorrida nesta semana em "Liberdade, Liberdade", estrelada por André (Caio Blat) e Tolentino (Ricardo Pereira), terá um final trágico: o irmão de Joaquina (Andreia Horta) perderá a vida.

A situação ocorre porque André se envolve com outro homem, Otto (Luan Vieira), o que faz com que Tolentino os denuncie por sodomia, pois relações homossexuais não são toleradas na época em que a trama assinada por Mario Teixeira, com direção de Vinícius Coimbra, é retratada.

Por isso, André é condenado à forca, segundo informações da coluna Telinha, do jornal Extra. Apesar de arrasado, Tolentino fica imóvel e não salva o amado da morte nas cenas que estão previstas para irem ao ar no penúltimo capítulo do folhetim, em 05 de agosto.

Publicidade
Publicidade

A única atitude dele ocorre após o falecimento, quando limpa o rosto de André, tirando o sangue e o pó. Depois, participa do velório realizado no bordel comandado por Virgínia (Lilia Cabral).

Além de André, Xavier também é condenado à morte, porém, dá sorte e consegue fugir depois que os rebeldes provocam uma explosão. Aliás, é Xavier quem encaminha o corpo do cunhado até Joaquina, que fica desesperada diante do que vê.

Cabe destacar, Tolentino fica bastante incomodado depois da transa, pois não consegue aceitar a atração que sente por um homem. Por esse motivo, faz seco com Gironda (Hanna Homanazzi) e pede a prostituta em casamento.

Ocorre que o casal gay volta a trocar carinhos, e é flagrado por Gironda, que os denuncia por sodomia. André acaba preso e se livra de morrer porque Tolentino assassina Gironda, a única testemunha que existia contra eles.

Publicidade

A questão é que um amigo do irmão de Joaquina reaparece e os dois começam a namorar, o que deixa Tolentino furioso. Por isso, depois de mandar espancar o rival, ele denúncia os dois. Ou seja, André perde a vida por causa de Tolentino.O desfecho trágico tem rendido barulho nas redes sociais, pois gera reclamações dos que torceram pela cena de sexo gay, um momento histórico da TV brasileira. A sequência foi um dos assuntos mais comentados da semana e dividiu opiniões. #Novelas #Rede Globo #Liberdade Liberdade