O Brasil perdeu hoje uma das grandes estrelas de sua dramaturgia. Guilherme Karan, aos 58 anos de idade, morreu nesta quinta-feira, dia 7 de julho, no Rio de Janeiro. O carioca estava internado no Hospital Naval Marcílio Dias, localizado na Zona Norte da Cidade, bairro Lins de Vasconcelos. O artista ganhou fama por conta de personagens do humor, como o vilão do filme 'Super #Xuxa contra Baixo Astral', um dos maiores sucessos da Rainha dos Baixinhos durante os anos 1980 e 1990. Ele era o protagonista da história e é lembrado até hoje por conta do papel.

Guilherme se afastou do mundo da TV no ano de 2005, quando fez sua última novela, "América".

Publicidade
Publicidade

O artista descobriu que era portador de uma doença neurológica degenerativa rara chamada Síndrome de Machado-Joseph e decidiu não trabalhar mais nas artes desde então.

Nos últimos 11 anos de vida, Guilherme Karan passou os dias pacificamente, em casa com a família e amigos. Quem teve a mesma doença foi sua mãe, de acordo com o seu pai, Alfredo Karan.

"Tem horas que ele está lúcido e tem horas que não", disse ele, em 2005 para jornalistas.

Karan também sofria de problemas na coluna e precisou de ajuda de médicos, fisioterapeutas e enfermeiros para dar prosseguimento ao seu tratamento em casa.

Carreira brilhante

O ator também fez diversas novelas na TV Globo, emissora em que trabalhou por muitos anos. Um dos que é mais lembrado foram os personagens do humorístico 'TV Pirata', uma versão "trash" da televisão brasileira.

Publicidade

Ao lado de comediantes natos, como Claudia Raia, na época, Karan colocou o país para rir com seu humor satírico e afiado.

Em telenovelas, ele passou por grandes sucesso do canal da Família Marinho, como 'Hilda Furacão', 'O Clone', 'Engraçadinha, seus amores e seus pecados', ' Meu bem, meu mal', 'Pecado capital' e 'Perigosas peruas'.

O ator também esteve presente nas produções da antiga TV Manchete, em produções históricas e que causaram polêmica na época por conta de seu conteúdo erótico e cheio de malícias, como 'Dona Beija' e 'Tudo ou nada'. #Famosos #Rede Globo