Um caso de Polícia chamou a atenção do Brasil nesta quinta-feira, 21. A musa fitness Gracyanne Barbosa teria sido sequestrada? Foi isso o que acreditou o seu marido, o cantor Belo. Ele chamou a Polícia para encontrar a amada, como mostra uma matéria da Revista Quem. Os policiais conseguiram rapidamente desvendar todo o mistério. Gracyanne não estava nas mãos de bandidos, mas sim com o intestino preso no banheiro. À publicação, a modelo disse que tem esse problema e que ele é horrível. Ela diz que toda vez que vai ao banheiro fazer cocô é um evento. Detalhe: Barbosa ganha a vida "vendendo" saúde, especialmente com suplementos. 

O episódio pitoresco aconteceu na segunda-feira, mas só agora veio à tona.

Publicidade
Publicidade

Ela estava há dez dias sem fazer o número dois. Ela teria acordado cedo para tirar fotos e malhar, mas não deu. A modelo ficou incomunicável no banheiro e deixou o seu marido desesperado. Enquanto Gracyanne estava aliviada por conseguir se "desentupir", o marido ligava para a Polícia. Ela lembra que Belo chegou a entrar no banheiro, mas que não teria ouvido ela falar. Sonolento, ele não cogitou que sua musa pudesse estar no cômodo da casa. 

Enquanto estava no banheiro, homens subiam pelo telhado e os cachorros latiam. Gracyanne acreditou que fosse apenas mais uma das brincadeiras de Belo. Ele gritava procurando a musa. Os policiais acreditavam que a musa fitness estava sendo sequestrada em sua própria casa. Todos entraram com grande cuidado no local. Barbosa ouvindo os gritos desceu enrolada em uma toalha e viu o marido completamente apavorado.

Publicidade

"Ele estava jurando que eu tinha sido sequestrada porque quando gritei: 'amor, fecha a porta', ele ouviu, 'amor, desce aqui e me solta'", tentou explicar a musa do Instagram.

Muita gente acredita que a história não é verídica. A revista não revela se procurou policias para averiguar se eles realmente teriam sido chamados para o suposto sequestro de Barbosa. Certo mesmo é que a internet entrou em polvorosa e rapidamente muitos memes surgiram.  #Crime #Investigação Criminal