Há 32 anos, a cozinheira Cassia Schmidt Pavan Vitullo acalentava um sonho, descobrir se, de fato, o dono do SBT era mesmo seu pai. Foi somente ao completar 59 anos, há 20 dias, que teve sua resposta: ela era a filha mais velha de #Silvio Santos? Quando Cassia tinha 27 anos, em 1984, decidiu procurar pelo homem que constava em sua certidão de nascimento como sendo seu pai, o alemão Otto Schmidt. Porém, sua mãe deu-lhe uma notícia bombástica: "Você é filha do Silvio Santos".

Essa dúvida ficou guardada com Cassia por 30 anos. Nesse meio tempo, lutava para criar dois filhos de um casamento que não deu certo. Foi camelô como seu suposto pai, vendia  canetas no trânsito em Copacabana, foi empregada doméstica, conseguiu fazer pontas em filmes de pornochanchadas nos anos 70 e depois, numa fraca tentativa, foi cover de Maria Alcina.

Publicidade
Publicidade

Hoje, doente e afastada do emprego de doméstica, Cassia recebe uma pensão de um salário minimo que não dá nem para comprar os remédios da diabetes, além disso sofre de artrose e substituiu a válvula do coração por tecido animal. Ela lembra que foi por causa dessa cirurgia que decidiu tirar do baú a informação que guardava a sete chaves, mesmo a mãe tendo dito que não deveria procurá-lo porque ele era poderoso e perigoso. Decidiu correr o risco, "eu já estava quase morta mesmo, por que não"? Confessa.

DNA

A cozinheira diz que já havia consultado outros advogados, mas nada foi adiante, até que, em 2010, um amigo de seu filho formou-se advogado e pegou o caso. O processo começou a correr e a sentença saiu em 2014. O advogado enviou uma mensagem dizendo que o caso foi perdido e  ela nunca mais soube dele, quanto ao teste de DNA, só viu há uns dias atrás.

Publicidade

A fortuna do dono do #SBT está avaliada em cerca de R$ 4,5 bilhões, de acordo com a revista americana 'Forbes'. Cassia teria direito a uma fatia bem generosa se, de fato, fosse filha do 'homem sorriso'. Segundo ela, nem pensou no dinheiro, só queria mesmo um teto para morar.

Cara a Cara

Os dois se encontraram no laboratório do Instituto de Medicina Social de Criminologia de São Paulo, dia 25 de junho de 2014. Ela estava só e Silvio chegou com três advogados. Os dois tiveram oportunidade de conversar e Cassia contou que sua mãe foi dançarina de uma boate da Av. Ipiranga. À 'Folha", Silvio disse que houve um equívoco, pois ele nunca frequentou um 'dancing' e também não se incomodou do caso vir a público.Trocaram um abraço e cada um foi para seu lado.

"O exame de DNA comprovou que Senor Abravanel não é o pai da requerente". #Televisão