Primeiramente, vamos contextualizar a #História. Fofão é um personagem fictício criado na década de 80 que participou de vários programas infantis, sendo interpretado pelo ator e humorista Orival Pessini.

Ele é um alienígena nascido no planeta fictício chamado "Fofolândia" e sua primeira aparição foi no programa “Balão Mágico”, onde contracenava com Simony, que era a única que compreendia seus grunhidos no início da história. Sua estadia no programa durou até o ano de 1986, na Rede Globo.

Seu sucesso foi tão grande que, posteriormente, ganhou o seu próprio programa de televisão chamado “TV Fofão”, na Bandeirantes, onde apresentou vários desenhos e muita música até 1989.

Publicidade
Publicidade

Estrelou um longa-metragem chamado Fofão e a Nave Sem Rumo, além de vários produtos licenciados sendo eles desde itens de vestuário até a alimentícios. E em meio a essa febre é que o boneco foi criado, sendo motivo de alegria para muitas crianças e tendo um final um pouco macabro.

O boneco

Mesmo vendendo vários produtos com a sua marca, o maior sucesso realmente era o boneco que foi criado pela empresa Mimo e virou febre nacional, tendo vendido aproximadamente 4 milhões!

A lenda surge a partir do momento em que casualmente, o boneco se quebra e percebem que o que junta a cabeça e o corpo é uma espécie de punhal de plástico e, em seu enchimento, há velas. O que seria um caso isolado se espalha pelo Brasil inteiro e várias versões passam a surgir.

Há uma entrevista onde o criador relata que, na época, não existiam enchimentos como os de hoje e para que a estrutura ficasse firme, seria necessário algo para fixar cabeça e corpo, mas o mesmo garante que não era pontiagudo a ponto de ser cortante e que estava de acordo às normas.

Publicidade

A partir deste relato podemos entender que, provavelmente, qualquer coisa serviria como enchimento do boneco, portanto, seria até normal encontrar qualquer coisa lá dentro.

Atrelados a esses relatos, começaram a surgir histórias macabras onde as crianças passavam a atender aos chamados do boneco e cometerem atos imprudentes, assassinatos, tudo de ruim que se pode imaginar e a culpa toda era do boneco. Há quem diga que ele até de mexia e matava crianças degoladas!!! Encontraram até mensagens subliminares nos programas e que estas, supostamente, induziam as crianças a cometerem crimes.

Esse medo que toda a população sentia refletiu, portanto, na paralisação da venda dos bonecos bem como a destruição em massa de todos os exemplares. E de preferência queimados, para o espírito desaparecer de vez...

Mitos ou Verdades?

Entre muitas suposições sobre o que originou todas essa história, é de que o próprio ator teria feito um pacto com o cara lá de baixo para ter fama e dinheiro, prometendo em troca levar o “diabo” para a casa de todos que comprassem o boneco.

Publicidade

Outra versão coloca o fabricante como o culpado, tendo o mesmo intuito já decretado anteriormente.

A versão mais cabível é a de que o programa “rival” em audiência ao programa do Fofão é que inventou tudo isso para que seu sucesso fosse por água abaixo, denegrindo a imagem de quem as crianças tanto amavam.  #Famosos #Cinema