R$ 500 milhões. Teria sido esse o valor oferecido pelo bispo Edir Macedo e a Igreja Universal do Reino de Deus em uma negociação que pode aumentar a amplitude de comunicação da denominação evangélica. A oferta, de acordo com reportagem do jornalista Ricardo Feltrin, do UOL, foi feita ao Grupo Bandeirantes. A Igreja que já dá uma "ajudinha" à TV Record quis comprar por meio bilhão de reais o canal 21 UHF. A disputa pela concessão do sinal já dura desde outubro do ano passado, mas a Band, pelo menos por enquanto, tem dito 'NÃO'. 

Macedo fica sem novo canal

Isso porque o valor não tem agradado o grupo de comunicação e olha que a Bandeirantes está passando por uma grave #Crise econômica, já tendo demitido centenas de funcionários ao longo dos últimos meses.

Publicidade
Publicidade

O impasse continua e a disputa também.  Segundo Ricardo Feltrin, em matéria publicada neste domingo, 10, a assessoria da Universal vem negando desde o ano passado que exista uma negociação entre as partes. 

Demissões e fim de parcerias

Como lembramos, a crise econômica do país só ajudou a piorar o que já era ruim na TV Bandeirantes. Para se livrar das dívidas, o grupo empresarial tem tentado vender seus ativos, mas não quer fazer nada por preço de banana. Em contrapartida, até mesmo as igrejas, que no passado faziam canais sobreviverem, começaram a sentir a falta de ofertas.  Enquanto o canal não consegue solucionar a falta de caixa, o jeito foi demitir e cortar programas. Até mesmo parcerias antigas, como as que envolvem campeonatos de futebol com a TV Globo, foram simplesmente cancelas. 

Polêmica em reality

 

O enxugamento, no entanto, ainda não fez a crise chegar ao fim.

Publicidade

Prova disso foi a organização do 'The X Factor', novo reality show do canal. Sem ter produtores suficientes, candidatos passaram por uma verdadeira prova de resistência. Muitos desistiram depois de ficarem mais de doze horas em filas, sem nem ganhar uma garrafinha de água em troca. 

 

Uma solução era vender uma porcentagem da Band. Foi isso o que tentou fazer a Turner, dona de empresas como a CNN. Novamente houve recusa. Vai entender, né?  #Religião