Braz decide fazer justiça mais uma vez em Êta Mundo Bom! E mais uma golpista leva a pior após cair nas garras do futuro diplomata. Desta vez, o rapaz ainda se revela e mostra quais são suas verdadeiras intenções na trama. A reta final da novela das seis está eletrizante! Confira as novidades que a colunista do Jornal O Globo adiantou para o público!

Tudo começa quando Braz também convence Ilde a repassar todo o seu dinheiro para uma conta corrente conjunta. Os dois estarão morando juntos e, apaixonada, ela confia no rapaz e acredita que está prestes a se casar mais uma vez. Após alguns dias, a ex de Araújo decide comprar vestidos novos e descobre que não há mais dinheiro em sua conta.

Publicidade
Publicidade

Completamente irritada, Ilde volta para casa e conta para Braz que não conseguiu pagar pelas suas roupas novas.Sem exitar, o futuro diplomata explica a situação: "Eu raspei nossa conta. Transferi para meu nome, em um outro banco". A madame fica chocada e lembra que grande parte daquele dinheiro era dela. Sem perder a calma, o jovem chega a ser cínico ao responder que ela usou o verbo no tempo certo: "era".

Na sequência, Braz se revela, explicando que quis ser justo com as irmãs ao dividir o dinheiro que conseguiu de seu pai. Então, quando ele foi verificar sua situação, percebeu que não era o suficiente para viver durante seus estudos de Diplomacia. E foi nesse momento que Ilde apareceu, vangloriando-se de que arrancou o dinheiro do ex-marido.

Braz afirma que pretende ir sozinho para o Rio de Janeiro e conta quais são seus verdadeiros planos de futuro.

Publicidade

O rapaz deixou uma moça que realmente ama quando foi obrigado pelo pai a voltar para São Paulo. A garota é filha de um grande diplomata e a família não o aceitou por ser pobre. "Mas, agora, hei de estudar Diplomacia. Serei um genro bem-vindo", comemora ele.

Para fechar o novo golpe com chave de ouro em Êta Mundo Bom, Braz agradece Ilde pela oportunidade de poder se formar e conclui que ela fez uma boa ação. Desesperada, a madame pergunta como viverá dali em diante e fica chocada ao ouvir que esse é um problema dela. O jovem afirma que o aluguel está pago apenas até o fim do mês e deixa claro que tudo foi um golpe: "Eu nunca te amei. Nem amaria uma mulher cínica, interesseira".

Demonstrando nojo, Braz conta que sabia que Ilde maltratava o enteado, que vivia em uma cadeira de rodas. Por isso ele conclui que a megera merece o que ele fez e se despede. A madame ainda implora para que o rapaz não a abandone, mas ele exige que a moça demonstre algum respeito próprio e sai de casa. #Novelas #Eta Mundo Bom #Conectados