No universo de “Game of Thrones” existe uma disputa quase incessante pelo Trono de Ferro, e a verdadeira ameaça quase não é citada: os Caminhantes Brancos. Aqui estão dez coisas que se precisa saber sobre esses seres, antes da próxima temporada. Não é o inverno que os traz, eles que levam o Inverno consigo.

Caminhantes Brancos? Outros? Wights?

Eles possuem muitos nomes e isso pode confundir um pouco o público. Os Caminhantes Brancos (White Walkers) e os Outros são a mesma coisa, humanoides altos e brancos de olhos extremamente azuis, como o Rei da Noite. Já os Wights são a tropa de zumbis comandados pelos Caminhantes, são corpos esqueléticos enviados para a batalha antes dos próprios Outros.

Eles estão vivos

O próprio George R.R.

Publicidade
Publicidade

Martin relevou que eles são criaturas sobrenaturais feitos de gelo, inumanos e perigosos. Mas não estão mortos, como muitos acreditavam.

Origem

A série trouxe uma história parcial de origem para os Caminhantes Brancos. Uma visão de Bran mostra que os Filhos da Floresta criaram o primeiro desses seres, o Rei da Noite, sob uma Árvore-Coração, com vidro de dragão em seu coração. Era para ser uma arma contra os Primeiros Homens, pois os Filhos da Floresta não são guerreiros e sua mágica não poderia derrotar os exércitos humanos. E já se sabe as consequências dessa decisão desesperada.

Coração do Inverno      

No fim da Batalha pela Aurora, os Caminhantes foram exilados para o coração do inverno, no extremo Norte, para-além-da-Muralha. Vale citar que Bran Stark esteve no local em suas visões, nos livros, e descreve que viu milhares de ossos de outros Videntes Verdes.

Publicidade

Na série, Bran esteve em uma concentração, onde havia milhares de Wights organizados, e talvez seja a adaptação do “coração do inverno”. Reforçando que o Rei da Noite toca em Bran, durante a visão, fazendo alusão à visão do livro. 

Batalha pela Aurora

Foi quando os Selvagens, os Primeiros Homens e os Filhos da Floresta baniram os Outros para o extremo Norte. Então, a Muralha foi edificada com o auxílio de magia, para evitar que as criaturas seguissem para o sul de Westeros. Essa batalha eliminou a Longa Noite, agora é possível que ela retorne, com o Inverno mais rigoroso.

8 milênios depois

Os Caminhantes se tornaram uma lenda, passada entre as gerações, especialmente entre o povo nortenho. Até o primeiro livro e a primeira temporada de GOT, quando os Wights e o retorno da ameaça dos Outros para a Patrulha da Noite ressurgem.

Craster

Quando a Patrulha da Noite sai em expedição e se hospeda na cabana do Craster, Gilly conta que os meninos nascidos eram entregues aos “Deuses Gelados” por seu pai.

Publicidade

Na série, um dos Outros recolhe um bebê e o carrega para o Rei da Noite, que o toca e o transforma em um Caminhante.

Aranhas de Gelo

As lendas relatam que os Outros montam diversas espécies de animais mortos, lobos, ursos, mamutes, além dos tradicionais cavalos. Algo que a série não explorou, incluindo as enormes aranhas de gelo.

O Grande Outro

Melisandre crê que os Caminhantes Brancos são servos do deus do mal, do frio, da morte e da escuridão, o Grande Outro, o inimigo do Senhor da Luz, R’hllor.

O Inverno

Nos livros, os Outros ainda são um enigma, muito do que se sabe hoje em dia veio a partir do seriado. Em Game of Thrones é visto que os seres emanam o frio e trazem a neve consigo, além de uma aparente “imunidade” ao fogo – quando vivos. #Televisão #Seriados #Game of Thrones