Consegue imaginar alguém que se recusaria a trabalhar em #Game of Thrones? Difícil, não é? Mas um dos atores convidados para o elenco inicial, na primeira temporada, Brian Cox, se negou a trabalhar na HBO afirmando simplesmente que "não pagavam bem". Em entrevista concedida ao Vodzilla, Brian Cox desabafou: "Fui estúpido, recusei o papel nos primeiros tempos porque não pagavam o bastante. Agora há mais grana. Estupidez, fui estúpido, cometi um erro terrível porque agora sou um total viciado. Porém, não vejo quem poderia interpretar".

Brian seguiu dando exemplos de amigos que aceitaram trabalhar no seriado, ainda que fosse só uma pequena participação: Max von Sydow, Ian McShane, Clive Russel, Charles Dance e Liam Cunningham.

Publicidade
Publicidade

Segundo palavras dele, ainda não abandonou a ideia de desfazer este erro e atuar em GOT, e está particularmente aguardando um telefonema que lhe garanta a reparação. Sobre o brilhante episódio nove da sexta temporada, "Batalha dos Bastardos", Brian considerou ser “genuinamente impressionante”.

Restando apenas duas temporadas para que a série seja finalizada, diversos fãs já não imaginam Cox em Game of Thrones e perderam as esperanças. Contudo, ainda existe um personagem que o ator poderia viver, se fosse o caso: Marwyn, o “arquimestre” da Cidadela, por quem Sam Tarly aguarda na biblioteca. Porém, muito conveniente para o ator querer se redimir publicamente no auge da série, e sabendo que tão logo começarão as gravações para a próxima temporada.

A sexta temporada de "Game of Thrones" serviu para reafirmar a popularidade da série.

Publicidade

A audiência, segundo a HBO, aumentou 148% em relação à quinta temporada e, por pouco, seus servidores não deixaram o público na mão durante a exibição dos dois últimos episódios, devido à demanda de telespectadores. É considerada a série mais buscada no Google desde 2013, e sem contar com os dados de downloads clandestinos, que se fossem somados à sua audiência comum, incluindo HBONow e HBOGO, um único episódio de GOT seria mais influente que uma cerimônia do Oscar. Existem motivos, críticas e dados de sobra que tornam o seriado um fenômeno inegável.

#Televisão #Seriados