Marina Ruy Barbosa dispensa tapa-sexo em cena de nudez que fará na minissérie "Justiça", que estreia dia 22 de agosto, no horário das  22h30, pela #Rede Globo. A ruiva vai interpretar a patricinha Isabela e será assassinada pelo noivo (Jesuíta Barbosa). Mas, antes de morrer, Isabela vai mostrar muitas cenas de sexo e nudez. Marina diz que está muito  vontade, visto que começou na #Televisão ainda criança e agora, aos 21 anos, já é adulta bastante para suportar cenas mais maduras. Segundo ela, confiou totalmente na direção porque eles sabiam o que estavam fazendo e não houve sensacionalismo, garante a atriz à reportagem do Glamurama. Quando perguntada se pediu uma dublê para fazer as cenas de sexo ela nega: "Não".

Publicidade
Publicidade

E tapa-sexo, pediu? "Não. Não fiz nenhum pedido. Só me preocupei em interpretar", diz simplesmente a estrela da globo.

É possível perdoar um crime passional? É o que Vicente, personagem vivido por Jesuíta vai fazer. Ele procura Elisa (Debora Bloch) que na trama será mãe de Isabela e pede que o perdoe pelo ato monstruoso que cometeu por ciúmes.Uma mãe conseguiria dar seu perdão, mesmo que ele esteja arrependido? Afinal de contas, a filha não voltará e isso não mudará os acontecimentos, reflete Marina.

A respeito do noivo Xandy Negrão, ela conta que o rapaz fica feliz por seu trabalho, afinal ele a conheceu atriz e sabe que é viciada no trabalho e sempre está a procura de novos desafios. "Então ele fica feliz por mim", afirma a estrela que recentemente ganhou um belíssimo anel de 3,5 quilates de diamante, num inusitado pedido de casamento pelo, então namorado, Xandinho Negrão, enquanto faziam uma romântica viagem à Tailândia.

Publicidade

Marina garante que foi uma grande surpresa e levou o maior susto, mas o pedido já foi feito, ela aceitou e se aconteceu assim é porque a hora era aquela. Sobre o casamento não tem nada certo. Mesmo sabendo da curiosidade dos fãs sobre sua vida pessoal, a ruivinha diz não se incomodar e eles têm direito de saber. "É um momento especial, estou muito feliz". #Justiça