Novas notícias a respeito da #Morte da namorada do ator norte americano Jim Carrey. A atriz Cathrina White foi encontrada já sem vida na sua casa em setembro do ano passado após, aparentemente, ter cometido suicídio.

De acordo com informações obtidas pelo site americano de notícias "E! News", Cathrina, na época com 28 anos de idade, deixou uma carta de despedida ao ex-namorado antes de morrer. A mensagem foi escrita em um período turbulento do relacionamento, que terminou pouco antes da morte da atriz.

"Eu acho que não fui feita para este mundo," diz a nota. "Eu passei três dias na descrença de que você não estaria aqui.

Publicidade
Publicidade

Posso ir mesmo estando de coração partido e tentar colocar todas as peças nos seus devidos lugares novamente. Eu poderia, eu apenas não tenho a minima vontade neste momento. Sinto muito se você achou que eu não estava lá quando você precisou. Eu tentei dar-lhe a melhor parte de mim. Eu realmente não sei o que dizer a respeito de como será o enterro ou coisas do tipo. Você é minha única família, então o que escolher para esta ocasião está bom para mim. Por favor, perdoe-me. Eu apenas não fui feita para este mundo".

Segundo documentos judiciais, foi encontrada uma mensagem de texto no telefone celular da atriz para Jim Carrey, perguntando se ele saberia o paradeiro de várias caixas de analgésicos. Cathriona foi declarada morta em razão de uma possível overdose de remédios. Foram encontrados com ela diversas pílulas de medicamentos.

Publicidade

Ainda de acordo com o laudo toxicológico, várias substâncias de drogas prescritas foram detectadas em seu organismo, incluindo analgésicos e calmantes para dormir.

Pouco depois de sua morte Jim Carrey lançou a seguinte declaração: "Estou chocado e triste com o falecimento da minha doce Cathriona. Ela era uma flor irlandesa verdadeiramente gentil e delicada, muito sensível para esta terra. Meu coração estará com a sua família e amigos e com todos aqueles que a amavam e se importavam com ela. Fomos todos atingidos com um raio".

O site estadunidense Thirty-mile zone foi o primeiro a publicar a carta. #Famosos #EUA