Preta Gil está indignada com os ataques que sofreu na rede social Facebook. Segundo ela, várias pessoas invadiram seu perfil e começaram a ofendê-la.

Em seu Snapchat, ela disse: "Meu Facebook foi atacado por um grupo intitulado #MM. Eu estou em estado de choque. Chocante! Gente, racismo é crime. Será que eles não sabem ainda? O mais triste de tudo é que a maioria são crianças! E desde pequenas já com tanto ódio no coração!!!". 

Preta Gil contou que desde pequena sofreu muito com racismo na escola, além de sofrer também por ser filha de um cantor famoso (Gilberto Gil). Ela ainda relata que o fato de não ter corpo de modelo a fazia ser muito criticada.

Publicidade
Publicidade

A cantora contou que passa por várias situações de preconceitos, até mesmo o fato de alisar os cabelos é alvo de críticas. Ainda de acordo com ela, a acusam de não aceitar a negritude.

Falando mais sobre os ataques, ela disse: "Eu ontem fui atacada com diversas mensagens de ódio. Uns atacaram minha cor, outro meu trabalho, e também o meu corpo. Ainda tenho que aguentar piadas de péssimo gosto, só para tentar me magoar. Mas saibam que esse tipo de ataque só me deixa mais forte. Eu sei o meu valor".

Preta também falou que essas pessoas não mostram a cara. Ficam usando imagens de máscaras, cachorros, monstros de filmes, etc., para não serem reconhecidos.

Segundo ela, não passam de covardes, pessoas vis. Ela disse que o fato dos ataques acontecerem não a deixa abalada, mas que ela não vai deixar isso passar.

Publicidade

"Vou me defender sim, em meu nome e de quem mais se sentiu ultrajado com essa verdadeira doença social. Isso é uma epidemia de desamor. E quando o ódio se alastra acaba atingindo a todos", afirmou.

Vários #Famosos já foram vítimas de ataques raciais em redes sociais. Pessoas que não se identificam, e usam grupos para juntar um número grande de pessoas para poder invadir perfil e manifestar o racismo que sentem.

Quaisquer crimes virtuais podem ser denunciados. Para a denúncia é necessário imprimir as páginas e guardar os endereços virtuais. Pode-se salvar os links dos indivíduos que foram responsáveis pelo crime e tirar cópia das ofensas. Mediante todas as provas, a pessoa pode ir até uma delegacia e registrar a queixa.

A denúncia pode ser feita pela internet através do site www.new.safernet.org.br/denuncie. #Televisão #entrevista