Lançado no último dia 1° de julho, o novo álbum da banda Blink 182, California, além das novas músicas e letras, ainda traz aos fãs uma nova realidade a qual terão de se adaptar: a ausência de Tom DeLonge nas guitarras e voz. A situação também é novidade para os membros remanescentes, tanto que uma das faixas –  “San Diego” – foi escrita para o ex-guitarrista pelo antigo companheiro de palco e baixista do grupo, Mark Hoppus.

A informação foi confirmada pelo produtor do disco, John "Feldy" Feldmann, em uma análise sobre o trabalho para o canal FUSE. “É uma #Música que Mark não queria escrever”, conta Feldmann. “Eu dei a ideia de que ele tem de escrever sobre coisas que não quer”, continuou.

Publicidade
Publicidade

A banda inicia a turnê de divulgação no dia 22 deste mês. Os eventos contarão com a presença dos grupos All Time Low, All American Rejects e A Day To Remember. Até o momento as apresentações incluem passagens pelos Estados unidos e Canadá. Não há informação sobre uma possível vinda ao Brasil.

Leia a tradução, na íntegra, do que disse Feldmann sobre a faixa “San Diego”:

“A história desta música é sobre crescer em San Diego, tendo muitos dos seus parceiros de trabalho e um membro que não está mais na banda, também de lá. É uma canção que Mark não queria escrever. Eu trouxe a ideia de que você tem que escrever sobre coisas que não quer escrever. Você tem que escrever sobre coisas que estão na superfície.

Claramente há um monte de sentimentos envolvidos em não ter mais seu melhor amigo na banda para escrever uma música, voltar a San Diego, fazer shows e tirar o chapéu para a cidade que nos permitiu ser uma banda. Para mim, o Blink 182 colocou o lugar no mapa. Eles fizeram de San Diego uma cidade relevante. Digo isso com o maior respeito, porque nasci e cresci lá, mas ninguém dava a mínima para San Diego. Era só um lugar e, de repente, o Blink apareceu e foi como Seattle.

A música funciona como uma homenagem agridoce, um adeus a esta cidade em que nenhum de nós vive mais, e ao mesmo tempo reconhecendo as relações interpessoais dentro da banda”. #Entretenimento #Arte